CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Igual a toda'gente...

Tu se existes eu não sei,
Nem o que é real e tende
A ser fracção e parte lírio,
Flor da paixão, eu abrunho,

Tu, se existes não existes,
Tal esfinge, barro mimético,
Nem eu sou autêntico ramo,
Se vê refracto, o eu fraco.

Se existes eu não, nem sei
Ser o mistério que é seres tu
Paixão, infracção, cativado
Eu, indigno delírio que por

Ti, Santo eu não, omisso entre
Terra e céu, corpo ateu esta
Forma de ser eu, que nem de
Graal é e fede e se fende,

De onde venho já não há preces,
Sei plo ruído que faço, que existo,
Não me perguntes porque sei,
Chama-lhe intuição, sei lá-magia,

Mistério, não sei tudo, mas sei
Que existes por anónima causa
E isso basta, bate fundo qualquer
Que seja do destino o cadinho,

Será esse o meu adereço falso,
O santo-ofício do improfícuo,
A função mesquinha do último
Sortilégio de Cristo no mundo.

Tu, se existes morra quem eu sou,
Que me concedas no prelo a divindade
Que não sou, nem tenho, não é
Um pedido, é porque abdico,

Igual a toda’gente, dum caminho
Calçado a pregos, comum castigo
De Judeus predestinos…Humanos.

Joel matos 01/2019
http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, março 28, 2019 - 16:20

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 dias 21 horas
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40718

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Em pêlo e a galope... 7 70 11/27/2020 - 17:11 Português
Poesia/Geral Vencido 3 89 11/25/2020 - 18:26 Português
Poesia/Geral Esquecer é ser esquecido 0 205 09/28/2020 - 14:47 Português
Poesia/Geral Na minha terra não há terra, 0 584 06/02/2020 - 15:16 Português
Poesia/Geral A sucessão dos dias e a sede de voyeur ... 0 334 06/02/2020 - 15:09 Português
Poesia/Geral O Amor é uma nação em risco, 1 696 05/02/2020 - 23:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Ninguém me distingue de quem sou eu ... 1 409 04/20/2020 - 22:34 Português
Ministério da Poesia/Geral A um Deus pouco divino … 1 591 04/19/2020 - 11:02 Português
Poesia/Geral “Hic sunt dracones”, A dor é tudo … 4 971 04/15/2020 - 15:25 Português
Poesia/Geral A Morte não é Bem-Vinda ... 2 622 04/15/2020 - 14:46 Português
Poesia/Geral Objectos próximos, 0 698 04/15/2020 - 11:06 Português
Poesia/Geral Daniel Faria, excerto “Do que era certo” 0 588 04/15/2020 - 10:58 Português
Ministério da Poesia/Geral O avesso do espelho... 5 457 03/01/2020 - 20:02 Português
Poesia/Geral A síndrome de Savanah 0 596 03/01/2020 - 19:26 Português
Ministério da Poesia/Geral O Estado da Dúvida 2 341 01/24/2020 - 20:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Patchwork... 0 567 01/08/2020 - 13:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Vivo do oficio das paixões 0 498 01/08/2020 - 12:55 Português
Ministério da Poesia/Geral Como morre um Rei de palha... 0 388 01/08/2020 - 12:50 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 0 632 01/08/2020 - 11:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Quantos Césares fui eu !!! 0 424 01/08/2020 - 11:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada se parece comigo 0 427 01/08/2020 - 11:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 0 519 01/08/2020 - 11:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 0 409 01/08/2020 - 11:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Morri lívido e nu ... 0 419 01/08/2020 - 11:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 0 466 01/08/2020 - 10:45 Português