CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O que fazes …


O que fazes do teu tempo ...

No  fim do arvoredo e do tempo,
Não temas anjo negro ou cisne
Branco, ouve apenas o canto da alma,
Em que te enredas, fantasia

E brinca de dia ou de noite
Com o que te cerca, como queiras…
Em prováveis ou incertos caminhos.
Deles jorram milhares de grãos de areia

Em enormes mãos de vento.
Os ramos de veludo
Acariciam-te o pensamento,
Mas não saberás jamais o que dizem

E porque se demoram tanto
Na tua face, por todo o teu corpo,
Vestido apenas de tempo,
E por fim… indiferente a sorte,

Como um atleta acabado.
No fim de tudo,
É o desejo de alcançar algo
Que define na alma o teu caminho

Do ser (e o que fazer do teu tempo)
Tudo o resto será couto vedado
Ou simplesmente ficará por achar,
Como um livro fechado…ignorado.

Jorge Santos (08/2011)
Http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, março 5, 2018 - 17:03

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 11 horas
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 11333

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

É o desejo de alcançar

É o desejo de alcançar algo
Que define na alma o teu caminho

Do ser (e o que fazer do teu tempo)
Tudo o resto será couto vedado
Ou simplesmente ficará por achar,
Como um livro fechado…ignorado.

imagem de Joel

É o desejo de alcançar

É o desejo de alcançar algo
Que define na alma o teu caminho

Do ser (e o que fazer do teu tempo)
Tudo o resto será couto vedado
Ou simplesmente ficará por achar,
Como um livro fechado…ignorado.

imagem de Joel

É o desejo de alcançar

É o desejo de alcançar algo
Que define na alma o teu caminho

Do ser (e o que fazer do teu tempo)
Tudo o resto será couto vedado
Ou simplesmente ficará por achar,
Como um livro fechado…ignorado.

imagem de Joel

Em enormes mãos de vento. Os

Em enormes mãos de vento.
Os ramos de veludo
Acariciam-te o pensamento,

imagem de Joel

O que fazes do teu tempo ...

O que fazes do teu tempo ...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Gostaria de ter um Cadillac novo, 20 153 12/07/2018 - 17:04 Português
Poesia/Geral Sonho d'Midas ... 21 222 12/07/2018 - 17:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Que será da nossa viúva sombra, 20 134 12/07/2018 - 17:01 Português
Ministério da Poesia/Geral Sem casas não haveriam ruas ... 17 160 12/03/2018 - 16:54 Português
Ministério da Poesia/Geral Temo as sombras e o burburinho … 21 169 12/03/2018 - 16:53 Português
Poesia/Geral Último Poema 21 1.081 12/03/2018 - 16:51 Português
Poesia/Geral (1820) 23 299 12/03/2018 - 16:50 Português
Ministério da Poesia/Geral Convenço, convencei, convençai… 21 145 12/03/2018 - 16:48 Português
Ministério da Poesia/Geral Cansei. 25 204 12/03/2018 - 16:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Eu sou tudo aquilo por onde me perco… 29 121 12/03/2018 - 16:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Colossal o Oceano, 15 151 12/03/2018 - 16:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Minha alma é um lego 14 187 12/03/2018 - 16:44 Português
Ministério da Poesia/Geral V de Vitória - Revolução - 14 190 12/03/2018 - 16:43 Português
Ministério da Poesia/Geral O Gebo e o Sonho. 11 154 12/03/2018 - 16:42 Português
Ministério da Poesia/Geral "Je ne dis rien, tu m'écoutes" 13 246 12/03/2018 - 16:42 Português
Ministério da Poesia/Geral À dimensão do horto … 12 118 12/03/2018 - 16:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Ridículo q.b. 16 216 12/03/2018 - 16:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Sofro por não ter falta , 14 168 12/03/2018 - 16:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Calmo 30 136 12/03/2018 - 12:04 Português
Poesia/Geral (Vive la France) 39 305 12/03/2018 - 12:00 Português
Ministério da Poesia/Geral O Cavaleiro da Dinamarca. 23 149 12/03/2018 - 11:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Frágil 30 235 12/03/2018 - 11:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Qual viagem… 29 152 12/03/2018 - 11:26 Português
Ministério da Poesia/Geral Posso soltar as asas… 24 150 12/03/2018 - 11:17 Português
Ministério da Poesia/Geral Por amor ao meu país… 44 202 12/03/2018 - 10:55 Português