CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Como paisagem ao morrer o dia, o voar do ganso…

Como paisagem ao morrer o dia,
Tudo se esconde em sombra e erva esguia,
Assim parece o tacto e o chão ermo
E falto, que me larga a mão e parte

Na passagem do fim, para o norte fundo,
A chuva não vem longe, vem de través,
Me segredam os dedos, ralos os cabelos
Que penteio, por dentre dez mil deles, redondos

Como a paisagem, o horizonte e a morte
A chuva não vem longe, acredita profundo,
Acredito nos homens que não morrem de vez,
Acredito que o “Homem” não morre hoje,

A Terra está doente, não me embala
E eu sofro pelo mar em volta e em luto,
Pla Terra, pla flora e a chuva não vem,
Nem chora, assim padecem meus olhos doendo,

Doente, eu e tudo, tudo se esconde
Em sombra e erva podre,
Como paisagem ao morrer o dia, o mundo
Enfermo, tal como entre duas espadas

E o punho, a parede de ferro e brasa,
O feno, o funcho, o abrunho, o ouriço…
O voar do ganso mudo.

Jorge Santos 08/2018
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, outubro 4, 2018 - 10:23

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 horas 12 minutos
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 38124

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Minha voz não vê … 232 268 05/22/2019 - 19:48 Português
Ministério da Poesia/Geral (Ouçam-me, pra que eu possa…) 123 238 05/22/2019 - 15:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou um homem complicado… 156 174 05/22/2019 - 09:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Sendo eu outro 71 151 05/22/2019 - 09:19 Português
Ministério da Poesia/Geral Aos pássaros acresce o voar 112 237 05/22/2019 - 09:18 Português
Ministério da Poesia/Geral Tão livre quanto prisioneiro… 388 191 05/22/2019 - 09:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou feliz porque não escrevo… 37 192 05/21/2019 - 10:32 Português
Ministério da Poesia/Geral (Busco a eternidade-num-saco-vazio) 25 268 05/20/2019 - 11:26 Português
Ministério da Poesia/Geral Meu cabelo é água e pêlo, sonho é sentir vê-lo… 22 201 05/18/2019 - 17:17 Português
Poesia/Geral Nada tenho pra dizer ... 285 549 05/18/2019 - 16:54 Português
Ministério da Poesia/Geral Tudo isso me dói e odeio… 124 348 05/17/2019 - 12:42 Português
Ministério da Poesia/Geral Governador de mim… 416 498 05/16/2019 - 15:46 Português
Ministério da Poesia/Geral Atrás de mim Gigantes 200 321 05/16/2019 - 11:16 Português
Ministério da Poesia/Geral Qual viagem… 491 548 05/11/2019 - 16:37 Português
Poesia/Geral Morto vivo eu já sou … 496 541 05/09/2019 - 11:06 Português
Poesia/Geral Tesoureiros da luz, 677 701 05/09/2019 - 10:59 Português
Ministério da Poesia/Geral Na extrema qu’esta minh’alma possui. 156 229 04/24/2019 - 20:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Como rei deposto numa nação de rosas ... 266 423 04/23/2019 - 09:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Por amor ao meu país… 230 404 04/23/2019 - 09:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Posso soltar as asas… 330 469 04/14/2019 - 19:58 Português
Ministério da Poesia/Geral Frágil 353 509 04/14/2019 - 19:53 Português
Ministério da Poesia/Geral O Cavaleiro da Dinamarca. 780 339 04/14/2019 - 19:52 Português
Poesia/Geral (Vive la France) 465 473 04/14/2019 - 19:48 Português
Ministério da Poesia/Geral Calmo 332 651 04/14/2019 - 19:46 Português
Poesia/Geral A ilusão do Salmão ... 544 624 04/14/2019 - 19:45 Português