CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Desilusão

Desilusão

Destes passos avulsos em revoada
Destes passos alheios em descaída
Deste passo de dança que não passa
Apenas da necessidade de uma despedida.

Despedida de amantes em esquina de praça
Despedida de amantes em último gozo
Despedida do pensar.

Que toca este canto macabro de bailarina
Que toca este dia que te consome
E vibra forte e vibra fundo
E não cala.

E os poetas morreram
E os namorados morreram
E os anjos morreram
E a morte morreu
Em pleno cais-bar numa terça-feira gorda.

Que falta da primavera de minha infância
Ausente do carrancudo som desta metrópole
Que galopa no lombo de um caramujo
Em plena sexta-feira santa.

E o estado virou um caramujo
E apoiou a produção de narcóticos
Para calar o povo que não fala mais.

E ficou esta ilusão sozinha
Este pouco pingo de esperança morta
Este pingo de ilusão em um olhar vazio
Que não olha mais à tarde fria
Nem ver mais as capas dos jornais.
Vazia, apenas.
Como o ausente toque de uma aquarela
Sobre uma lua cheia e pálida.

Submited by

quarta-feira, abril 28, 2010 - 13:54

Poesia :

No votes yet

ntistacien

imagem de ntistacien
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 semanas 1 hora
Membro desde: 04/22/2010
Conteúdos:
Pontos: 262

Comentários

imagem de Henrique

Re: Desilusão

Bom poema!!!

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ntistacien

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/Outros Girassol 0 59 02/23/2019 - 04:04 Português
Poesia/Aforismo É na solidão do auto conflito que se molda a mais nobre alma. 0 143 01/22/2019 - 04:40 Português
Poesia/Geral Aula de Português. 0 138 01/22/2019 - 04:36 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 148 01/22/2019 - 04:19 Português
Poesia/Aforismo O que fazemos ou deixamos de fazer hoje surte efeitos na posteridade. 0 97 01/20/2019 - 07:31 Português
Poesia/Aforismo Ame como se de amor tu foste, deseje como se tua essência dependesse disto, mas jamais se curve ao que lhe foi negado. ntistacien 0 137 01/20/2019 - 07:27 Português
Poesia/Aforismo Há muito confundimos o amor com a posse, este gera um misto de segurança e dor se correspondido ou não, aquele gera paz. 0 108 01/20/2019 - 07:26 Português
Poesia/Pensamentos Feliz mesmo é poder olhar para os céus e contemplar teu olhar. Embriagar-se de amor e, ainda assim, continuar sóbrio. 0 135 01/15/2019 - 15:56 Português
Poesia/Pensamentos Foi a ingenuidade de seu olhar que desarmou meu nefasto coração. 0 54 01/15/2019 - 15:55 Português
Poesia/Geral A filosofia do lagarto: Autotomia 0 117 01/15/2019 - 15:51 Português
Poesia/Geral Silencioso grito a Brasiliana 0 112 01/14/2019 - 04:46 Português
Poesia/Geral Tempo 0 125 01/14/2019 - 04:02 Português
Poesia/Meditação Em pedaços 0 81 01/14/2019 - 03:50 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 132 01/13/2019 - 06:47 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 103 01/13/2019 - 06:45 Português
Poesia/Aforismo A virtude reside sob a máscara que admite existência em outrem. 0 112 01/13/2019 - 06:43 Português
Poesia/Desilusão Em pedaços 0 125 01/10/2019 - 03:15 Português
Poesia/Meditação Avulso 0 132 01/10/2019 - 02:55 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 221 11/10/2018 - 19:26 Português
Poesia/Amor Para um colibri 0 215 11/10/2018 - 18:32 Português
Poesia/Geral Flores de abril 0 246 11/10/2018 - 18:21 Português
Poesia/Geral Vazio poema 1 333 11/14/2013 - 13:46 Português
Poesia/Geral Vazio poema 0 214 11/12/2013 - 23:34 Português
Poesia/Geral Ausência e Solidão 1 355 11/01/2013 - 07:06 Português
Poesia/Geral Poema a um anjo 0 579 07/03/2011 - 05:22 Português