CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Entardecer com sabor a despedida

Entardecer com sabor a despedida

Escrevo sem sentido.
Inicialmente, de positivo,
apenas porque me apetece.

Neste entardeccer ventoso,
sacudindo um cabelo desalinhado,
houve gente distraída,
por escassos momentos.
Num jogo que desejava,
não ser de despedida.

Valem-nos estes feitos
estar no mundial.
Entretanto, um jovem,
jogou uma partida final.
Por isso, amanhã
estarei num funeral.

Vidas silenciadas
por mero desafio,
que não tem destino,
que acaba mal,
porque não apetecido.

Neste entardecer comum
a tantos outros, sem história,
acabo sentada, numa esplanada,
respirando um sol ainda ardente.

Mas o acaso assim não quis!
E este entardecer,
ficará na memória.
Na arca que não desfiz.

Vamos fazer o que ainda não foi feito…
(Canta Pedro Abrunhosa)

Neste entardecer,
aparentemente calmo,
Evoco, sem querer,
momentos passados,
tão partilhados,
com pessoas queridas.

Como gostaria
que não tivessem partido.
Umas, sem um projecto definido.
Outras, já sem vida.

OF 15-06-2010
 

Submited by

segunda-feira, janeiro 17, 2011 - 02:12

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Odete Ferreira

imagem de Odete Ferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 48 semanas 5 horas
Membro desde: 01/11/2011
Conteúdos:
Pontos: 1924

Comentários

imagem de Joel

Vamos fazer o que ainda não

Vamos fazer o que ainda não foi feito…

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odete Ferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Entardecer com sabor a despedida 1 1.414 03/15/2018 - 13:59 Português
Poesia/Tristeza Música 1 1.296 03/15/2018 - 13:58 Português
Poesia/Desilusão Apenas mais um dia 1 1.904 03/15/2018 - 13:57 Português
Poesia/Meditação Se a vida fosse sempre assim 1 1.368 03/15/2018 - 13:56 Português
Ministério da Poesia/Fantasia Seres incompletos 3 1.674 03/15/2018 - 13:56 Português
Prosas/Outros No sopé da montanha 1 796 03/08/2018 - 19:01 Português
Poesia/Meditação Tempo(s) 1 1.454 03/08/2018 - 18:43 Português
Poesia/Fantasia Surrealidades 1 1.245 03/08/2018 - 18:42 Português
Poesia/Tristeza Emocão 5 1.643 03/08/2018 - 16:48 Português
Poesia/Dedicado Mulher-Dor 3 935 03/08/2018 - 16:14 Português
Poesia/Intervenção E a festa veste-se em cada madrugada 3 1.463 02/27/2018 - 11:43 Português
Poesia/Meditação À míngua 0 1.333 12/30/2015 - 22:36 Português
Poesia/Intervenção Não invoquem o meu nome em vão 0 1.780 11/25/2015 - 02:18 Português
Prosas/Outros Da alma 0 822 09/01/2015 - 19:58 Português
Poesia/Fantasia Surreal XXVIII 0 1.180 09/01/2015 - 19:29 Português
Poesia/Intervenção Da destemperança 0 2.311 08/26/2015 - 01:35 Português
Poesia/Meditação E no entre-Tanto faço caminho 0 1.569 07/02/2015 - 23:55 Português
Poesia/Meditação E continuamos pequeninos! 0 2.119 06/02/2015 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção Nem te renego nem me nego 0 1.962 04/25/2015 - 02:08 Português
Poesia/Dedicado Laudatória 0 1.000 03/24/2015 - 19:03 Português
Poesia/Dedicado És...Mulher 0 1.416 03/08/2015 - 18:53 Português
Poesia/Amor Vida(s) 0 1.352 02/14/2015 - 18:07 Português
Poesia/Amor Moras nos meus sonhos 0 1.562 02/13/2015 - 16:30 Português
Poesia/Dedicado Olhares 0 2.315 01/22/2015 - 01:58 Português
Prosas/Outros Do exato momento da VIragem 0 1.399 12/30/2014 - 14:27 Português