CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Seres incompletos

Seres incompletos

Há pessoas famintas,
de alimentos saudáveis.
Saciam-se de tudo,
Mas sentem-se inábeis.

Socorrem-se de fintas.
Escondem do olhar,
profundo,
A fome de todos os afagos,
do mundo.

Sonegaram-lhes o afecto.
Prometeram-lhes os abraços,
acolhedores.
Sentiram-se, na sua infância,
perdedores.
Viveram o seu tempo, ao avesso.

Espreitaram em cada esquina,
algum transeunte com vagar.
Estudaram os gestos, a postura.
Queriam experimentar.

-Dás-me um beijo?
(Faces coradas pela vergonha)
-Agora não, não dá jeito!
(Corpo hirto, de surpresa,
foge,como de um leproso…)

Desanimados,
prosseguem
o seu caminho.
Ensimesmados,
procuram um carinho.

Em casa mesa farta!
Todos comem, o que lhes apetece!
Nesse dia, porém, alguém não se senta.
Sobe ao quarto, entristece,
enquanto o sono não acontece.

Sonha com hordas de pedintes,
dentro e fora de casa!
Devoram comida enlatada
(Àquela hora não havia mais nada)
E tudo o que servisse de enfeites.

Riam às gargalhadas!
Beijam as bocas saciadas.
Ciumento e enlouquecido,
dispara:
-Dás-me um beijo?
Todos se entreolham!
Que ser tão estranho!
Anafado, casa farta…
E afinal pede um beijo?


Riam às gargalhadas!
Beijam as bocas saciadas.
Ciumento e enlouquecido,

Deve ser uma partida!
Fogem, virá a polícia!
Lágrimas salgadas
do seu próprio sal,
inundam a almofada.

Alguém se abeira…
E o beija,
lavando seu rosto empoeirado.
Ternamente…
Logo fica iluminado!

Aninha-se em seus braços,
em lençóis que nunca vira!
Inesperadamente encontrara,
o alimento que lhe faltara!

Beijos, foram mil,
como as aguas de Abril!
Brincadeiras, foram tantas…
Voltaram a ser crianças!

OF 13 e 14-08-2010
 

Submited by

quarta-feira, janeiro 12, 2011 - 02:18

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Odete Ferreira

imagem de Odete Ferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 48 semanas 6 horas
Membro desde: 01/11/2011
Conteúdos:
Pontos: 1924

Comentários

imagem de Joel

-Dás-me um beijo?

-Dás-me um beijo?

imagem de Henrique

de surpresa

Olá amiga Odete!

Um prazer vê-la por aqui!!!

Este teu poema acorda-nos para a carência adormecida em tanta gente!!!

:-)

imagem de Odete Ferreira

Agradecimento

Obg, pelo tag...Tudo o que posto também está no blogue, sendo que, neste,  também escrevo em prosa e mais umas coisitas...

:)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odete Ferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Entardecer com sabor a despedida 1 1.414 03/15/2018 - 13:59 Português
Poesia/Tristeza Música 1 1.296 03/15/2018 - 13:58 Português
Poesia/Desilusão Apenas mais um dia 1 1.904 03/15/2018 - 13:57 Português
Poesia/Meditação Se a vida fosse sempre assim 1 1.368 03/15/2018 - 13:56 Português
Ministério da Poesia/Fantasia Seres incompletos 3 1.674 03/15/2018 - 13:56 Português
Prosas/Outros No sopé da montanha 1 796 03/08/2018 - 19:01 Português
Poesia/Meditação Tempo(s) 1 1.454 03/08/2018 - 18:43 Português
Poesia/Fantasia Surrealidades 1 1.245 03/08/2018 - 18:42 Português
Poesia/Tristeza Emocão 5 1.643 03/08/2018 - 16:48 Português
Poesia/Dedicado Mulher-Dor 3 935 03/08/2018 - 16:14 Português
Poesia/Intervenção E a festa veste-se em cada madrugada 3 1.463 02/27/2018 - 11:43 Português
Poesia/Meditação À míngua 0 1.333 12/30/2015 - 22:36 Português
Poesia/Intervenção Não invoquem o meu nome em vão 0 1.780 11/25/2015 - 02:18 Português
Prosas/Outros Da alma 0 822 09/01/2015 - 19:58 Português
Poesia/Fantasia Surreal XXVIII 0 1.180 09/01/2015 - 19:29 Português
Poesia/Intervenção Da destemperança 0 2.311 08/26/2015 - 01:35 Português
Poesia/Meditação E no entre-Tanto faço caminho 0 1.569 07/02/2015 - 23:55 Português
Poesia/Meditação E continuamos pequeninos! 0 2.119 06/02/2015 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção Nem te renego nem me nego 0 1.962 04/25/2015 - 02:08 Português
Poesia/Dedicado Laudatória 0 1.000 03/24/2015 - 19:03 Português
Poesia/Dedicado És...Mulher 0 1.416 03/08/2015 - 18:53 Português
Poesia/Amor Vida(s) 0 1.352 02/14/2015 - 18:07 Português
Poesia/Amor Moras nos meus sonhos 0 1.562 02/13/2015 - 16:30 Português
Poesia/Dedicado Olhares 0 2.315 01/22/2015 - 01:58 Português
Prosas/Outros Do exato momento da VIragem 0 1.399 12/30/2014 - 14:27 Português