CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vida(s)

Depositaste-o na minha mão
como quem entrega uma relíquia.
Passara a noite ao relento,
abrigado na folhagem ninho
da árvore que te enraíza à terra.

Já passara pelas geadas de dezembro.
Sentiu-se pleno pelo Natal,
ardente no fogo das lareiras,
apaziguado nos sorrisos de gente,
feliz nos doces gestos das crianças.
Ah! E aquele dia em que seria rei,
dono de reinos sem fronteiras.
Como o ansiava! Ofereciam-no
a torto e direito, por vezes de corpo inteiro.

Mas o teu há muito que sobrevivia.
Por partes. Em cada estação nascia.
Nas pegadas de neve do caminho,
nos canteiros de rosas apaixonadas,
nas searas ardentes de desejo,
nas folhas amarelecidas de desmaio.

Depositaste-o na minha mão.
Com a ternura de anos passados
no sonho que trazias sufocado.
Quando abriste o peito engaiolado
na minha mão confiaste o coração.

Apertei-o em contramão e dele fiz caminho.

OF (Odete Ferreira)
Imagem em  http://portate-mal.blogspot.pt/

Submited by

sábado, fevereiro 14, 2015 - 18:07

Poesia :

No votes yet

Odete Ferreira

imagem de Odete Ferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 48 semanas 22 horas
Membro desde: 01/11/2011
Conteúdos:
Pontos: 1924

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odete Ferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Entardecer com sabor a despedida 1 1.416 03/15/2018 - 13:59 Português
Poesia/Tristeza Música 1 1.297 03/15/2018 - 13:58 Português
Poesia/Desilusão Apenas mais um dia 1 1.905 03/15/2018 - 13:57 Português
Poesia/Meditação Se a vida fosse sempre assim 1 1.371 03/15/2018 - 13:56 Português
Ministério da Poesia/Fantasia Seres incompletos 3 1.676 03/15/2018 - 13:56 Português
Prosas/Outros No sopé da montanha 1 797 03/08/2018 - 19:01 Português
Poesia/Meditação Tempo(s) 1 1.457 03/08/2018 - 18:43 Português
Poesia/Fantasia Surrealidades 1 1.247 03/08/2018 - 18:42 Português
Poesia/Tristeza Emocão 5 1.644 03/08/2018 - 16:48 Português
Poesia/Dedicado Mulher-Dor 3 937 03/08/2018 - 16:14 Português
Poesia/Intervenção E a festa veste-se em cada madrugada 3 1.465 02/27/2018 - 11:43 Português
Poesia/Meditação À míngua 0 1.334 12/30/2015 - 22:36 Português
Poesia/Intervenção Não invoquem o meu nome em vão 0 1.782 11/25/2015 - 02:18 Português
Prosas/Outros Da alma 0 824 09/01/2015 - 19:58 Português
Poesia/Fantasia Surreal XXVIII 0 1.182 09/01/2015 - 19:29 Português
Poesia/Intervenção Da destemperança 0 2.312 08/26/2015 - 01:35 Português
Poesia/Meditação E no entre-Tanto faço caminho 0 1.573 07/02/2015 - 23:55 Português
Poesia/Meditação E continuamos pequeninos! 0 2.121 06/02/2015 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção Nem te renego nem me nego 0 1.963 04/25/2015 - 02:08 Português
Poesia/Dedicado Laudatória 0 1.003 03/24/2015 - 19:03 Português
Poesia/Dedicado És...Mulher 0 1.417 03/08/2015 - 18:53 Português
Poesia/Amor Vida(s) 0 1.353 02/14/2015 - 18:07 Português
Poesia/Amor Moras nos meus sonhos 0 1.563 02/13/2015 - 16:30 Português
Poesia/Dedicado Olhares 0 2.316 01/22/2015 - 01:58 Português
Prosas/Outros Do exato momento da VIragem 0 1.401 12/30/2014 - 14:27 Português