CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Poema raso

Poema raso

Pobre poema fundo que cabe no raso
Que come o nome do pote quebrado
Da esquina do fulano.

Poema inumano, torpe, tardio.
Poema vadio que vaza do vaso
Velocímetro
Vaidade
Motocicleta
Bicicleta com duas loiras
E um punhado de neurônios perdidos
Na indecisão do passo de dança
Que lança
No ar que balança
As toscas esquinas
Das pernas franzinas daquelas meninas
Tão magras
Tão tardas
Do tédio que toma sua própria sombra
Em um cais bar.

Mas o bar do barranco barroco
Sufoca o sufoco da esquina
No raso silêncio que silencia as armas silenciosas
Do povo que povoa o estado
Sem estatus
Sem estátuas
Sem estigmas
Sem lombrigas que brigam
E bradam e somem
Sobre a brecha aberta no raso
Do juízo ajuizado
Na ponta da língua
Que colhe o gole escasso da lama
Na cama do empregado que espreita
A porta da casa que larga a utopia
Que entope a veia que vaza vazia
O raso profundo
Gole de libertinagem
No fundo raso do copo
Que vaza no raso poema.

Submited by

quarta-feira, agosto 25, 2010 - 03:46

Poesia :

No votes yet

ntistacien

imagem de ntistacien
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 11 horas 25 minutos
Membro desde: 04/22/2010
Conteúdos:
Pontos: 229

Comentários

imagem de Henrique

Re: Poema raso

Poema inumano, torpe, tardio.
Poema vadio que vaza do vaso
Velocímetro
Vaidade
Motocicleta
Bicicleta com duas loiras
E um punhado de neurônios perdidos
Na indecisão do passo de dança
Que lança
No ar que balança
As toscas esquinas
Das pernas franzinas daquelas meninas
Tão magras
Tão tardas
Do tédio que toma sua própria sombra
Em um cais bar.

Espectáculo!!!

:-)

imagem de varenkadefatima

Re: Poema raso

Um poema profundo,para refletirmos...Gostei!!!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ntistacien

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Feliz mesmo é poder olhar para os céus e contemplar teu olhar. Embriagar-se de amor e, ainda assim, continuar sóbrio. 0 7 01/15/2019 - 14:56 Português
Poesia/Pensamentos Foi a ingenuidade de seu olhar que desarmou meu nefasto coração. 0 7 01/15/2019 - 14:55 Português
Poesia/Geral A filosofia do lagarto: Autotomia 0 7 01/15/2019 - 14:51 Português
Poesia/Geral Silencioso grito a Brasiliana 0 10 01/14/2019 - 03:46 Português
Poesia/Geral Tempo 0 16 01/14/2019 - 03:02 Português
Poesia/Meditação Em pedaços 0 10 01/14/2019 - 02:50 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 17 01/13/2019 - 05:47 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 13 01/13/2019 - 05:45 Português
Poesia/Aforismo A virtude reside sob a máscara que admite existência em outrem. 0 13 01/13/2019 - 05:43 Português
Poesia/Desilusão Em pedaços 0 18 01/10/2019 - 02:15 Português
Poesia/Meditação Avulso 0 23 01/10/2019 - 01:55 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 104 11/10/2018 - 18:26 Português
Poesia/Amor Para um colibri 0 83 11/10/2018 - 17:32 Português
Poesia/Geral Flores de abril 0 112 11/10/2018 - 17:21 Português
Poesia/Geral Vazio poema 1 275 11/14/2013 - 12:46 Português
Poesia/Geral Vazio poema 0 180 11/12/2013 - 22:34 Português
Poesia/Geral Ausência e Solidão 1 295 11/01/2013 - 06:06 Português
Poesia/Geral Poema a um anjo 0 515 07/03/2011 - 04:22 Português
Poesia/Geral Vago poema 0 314 06/29/2011 - 00:58 Português
Poesia/Geral Sonata de Outono 0 302 06/06/2011 - 16:53 Português
Fotos/ - a 0 724 11/23/2010 - 23:55 Português
Poesia/Amor Confissão de um poeta 0 326 11/18/2010 - 15:41 Português
Poesia/Geral Olhar 0 341 11/18/2010 - 15:40 Português
Poesia/Geral Representação 0 330 11/18/2010 - 15:39 Português
Poesia/Aforismo Notícia 0 294 11/18/2010 - 15:39 Português