A Chuva Lenta (Gabriela Mistral)

Esta água medrosa e triste,

como criança que padece,

antes de tocar a tierra,

desfalece.


Quietos a árvore e o vento,

e no silêncio estupendo,

este fino pranto amargo,

vertendo!


Todo o céu é um coração

aberto em agro tormento.

Não chove: é um sangrar longo

e lento.


Dentro das casas, os homens

não sentem esta amargura,

este envio de água triste

da altura;


este longo e fatigante

descer de água vencida,

por sobre a terra que jaz

transida.


Em baixando a água inerte,

calada como eu suponho

que sejam os vultos leves

de um sonho.


Chove... e como chacal lento

a noite espreita na serra.

Que irá surgir na sombra

da Terra?


Dormireis, quando lá foram

sofrendo, esta água inerte

e letal, irmã da Morte

se verte?
 


Gabriela Mistral(1889-1957), poetisa chilena. poema traduzido por Ruth Sylvia de Miranda Salles

Professora primária em zona rural, foi a primeira figura literária feminina a ganhar o Prêmio Nobel no continente americano. É autora, entre outros livros, de Desolacióm, Ternura, Tala y Lagar.

Submited by

Jueves, Julio 7, 2011 - 21:35

Poesia :

Sin votos aún

AjAraujo

Imagen de AjAraujo
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 1 año 42 semanas
Integró: 10/29/2009
Posts:
Points: 15584

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of AjAraujo

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Meditación Resíduo (Carlos Drummond de Andrade) 0 629 10/31/2011 - 23:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos Enfrentar a adversidade da doença inesperada 0 1.447 10/31/2011 - 23:49 Portuguese
Poesia/Meditación Demian - Introdução (Hermann Hesse) 0 1.366 10/31/2011 - 23:46 Portuguese
Poesia/Dedicada O último suspiro 0 1.305 10/30/2011 - 22:24 Portuguese
Poesia/Aforismo Agora ar é ar e coisa é coisa: traço (Cummings) 0 1.371 10/28/2011 - 12:04 Portuguese
Poesia/Amor Carrego o teu coração comigo (Cummings) 0 1.357 10/28/2011 - 11:36 Portuguese
Poesia/Amor Em algum lugar que eu nunca estive (Cummings) 0 3.356 10/28/2011 - 11:34 Portuguese
Poesia/Meditación As Boas Ações (Bertolt Brecht) 0 1.296 10/20/2011 - 12:02 Portuguese
Poesia/Dedicada A minha mãe (Bertolt Brecht) 0 2.812 10/20/2011 - 11:58 Portuguese
Poesia/Pensamientos A exceção e a regra (Bertolt Brecht) 0 4.767 10/20/2011 - 11:55 Portuguese
Poesia/Meditación Harmonia 0 1.999 10/16/2011 - 09:56 Portuguese
Poesia/Meditación Aquele sorriso foi um bálsamo 0 960 10/16/2011 - 09:42 Portuguese
Poesia/Dedicada A Música (Gibran K. Gibran) 0 1.160 10/13/2011 - 21:50 Portuguese
Poesia/Meditación Uma vez, enchi a mão de bruma (Gibran Khalil Gibran) 0 1.663 10/13/2011 - 21:46 Portuguese
Poesia/Meditación Amai-vos um ao outro (Gibran K. Gibran) 0 903 10/13/2011 - 21:43 Portuguese
Videos/Musica Until the last moment (Yanni) 0 1.806 10/11/2011 - 11:45 Portuguese
Videos/Musica Sweep Away, Live at Acropolis (Yanni) 0 1.518 10/11/2011 - 11:20 Portuguese
Videos/Musica Keys of imagination (Yanni) 0 1.842 10/11/2011 - 11:01 Portuguese
Videos/Musica You Raise Me Up (Josh Groban with African Children Choir) 0 2.650 10/10/2011 - 22:17 Inglés
Videos/Musica Ave Maria (Soweto Gospel Choir) 0 1.646 10/10/2011 - 22:08 Inglés
Videos/Musica Khumbaya (Soweto Gospel Choir) 0 2.623 10/10/2011 - 22:06 Inglés
Videos/Musica Nkosi Sikelel'iAfrika (Soweto Gospel Choir Blessed in Concert) 0 2.498 10/10/2011 - 22:00 Inglés
Videos/Musica Amazing Grace (U2 & Soweto Gospel Choir) 0 2.558 10/10/2011 - 21:57 Inglés
Poesia/Poetrix Crepúsculo 0 511 10/10/2011 - 21:23 Portuguese
Poesia/Intervención O amanhã sempre chega... 0 920 10/10/2011 - 21:20 Portuguese