"Sic est vulgus"

"No light, but rather darkness visible"

Dificilmente se nasce de geração espontânea,
Só eu digo claro o que penso nas minhas enigmáticas
Palavras que não têm mãe, apreciação, nem berço,
Que tanto faria terem saído do diabo ou de um penedo,

"Sic est vulgus", subordinadas à hereditariedade,
Porque não me interrogam nem me espantam,
Apenas guardam mágoa, rancor e raiva, como ninguém
Foram geradas num ventre esterilizado de frade

A cujo dorso imoral e corrupto se assemelha
Esta minha escrita que mais valia não ter nascido,
Eu próprio vivificado no oficio das paixões terrenas,
Constantemente na frente, de cruz na mão esguelha,

Nunca hei-de estar no centro, nem dentro
Das comuns, vividas pelo comum dos homens,
Não faço parte dos crentes de domingo,
Evoco os feitiços e a floresta à lua prenha,

Tal qual o cio dos lobos e as facções em luta, a rixa
Na clareira pelo domínio sobre a raça, a tribo,
A liça, a faca que cultivo porque é real e precisa,
Privilegia a permuta quando é de corpo que se muda,

Dificilmente se nasce de geração espontânea,
Todas as formas de vidas provêm de uma substância
Nobre e com regras mundanas, sem ela é impossível,
Já meu dom cresce do extremo, nasci tão blasfemo

Quanto um vulgar escarro humano ou um pelo púbico
Arrancado em pleno acto de Contrição…

Jorge Santos 11/2019
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

Miércoles, Enero 8, 2020 - 12:47

Ministério da Poesia :

Sin votos aún

Joel

Imagen de Joel
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 1 semana 1 día
Integró: 12/20/2009
Posts:
Points: 40650

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Joel

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/General A Morte não é Bem-Vinda ... 1 113 03/22/2020 - 16:33 Portuguese
Ministério da Poesia/General O avesso do espelho... 5 51 03/01/2020 - 21:02 Portuguese
Poesia/General O Amor é uma nação em risco, 0 66 03/01/2020 - 20:45 Portuguese
Poesia/General A síndrome de Savanah 0 58 03/01/2020 - 20:26 Portuguese
Ministério da Poesia/General O Estado da Dúvida 2 94 01/24/2020 - 21:05 Portuguese
Ministério da Poesia/General Patchwork... 0 146 01/08/2020 - 14:05 Portuguese
Ministério da Poesia/General Vivo do oficio das paixões 0 82 01/08/2020 - 13:55 Portuguese
Ministério da Poesia/General Como morre um Rei de palha... 0 82 01/08/2020 - 13:50 Portuguese
Ministério da Poesia/General "Sic est vulgus" 0 121 01/08/2020 - 12:47 Portuguese
Ministério da Poesia/General Quantos Césares fui eu !!! 0 79 01/08/2020 - 12:40 Portuguese
Ministério da Poesia/General Nada se parece comigo 0 101 01/08/2020 - 12:34 Portuguese
Ministério da Poesia/General Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 0 88 01/08/2020 - 12:27 Portuguese
Ministério da Poesia/General Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 0 69 01/08/2020 - 12:11 Portuguese
Ministério da Poesia/General Morri lívido e nu ... 0 106 01/08/2020 - 12:03 Portuguese
Ministério da Poesia/General Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 0 113 01/08/2020 - 11:45 Portuguese
Ministério da Poesia/General Excerto “do que era certo” 0 122 01/08/2020 - 11:38 Portuguese
Ministério da Poesia/General Rua dos Douradores 30 ... 0 130 01/08/2020 - 11:32 Portuguese
Ministério da Poesia/General A Rua ao meu lado ou O Valor do riso... 0 70 01/08/2020 - 11:24 Portuguese
Ministério da Poesia/General Absurdo e Sem-Fim… 0 103 01/08/2020 - 11:17 Portuguese
Ministério da Poesia/General Sonho sem fim, nem fundo ... 0 97 01/08/2020 - 11:01 Portuguese
Poesia/General Da significação aos sonhos ... 0 111 01/08/2020 - 10:54 Portuguese
Poesia/General Deus Ex-Machina, “Anima Vili” ... 0 81 01/08/2020 - 10:44 Portuguese
Poesia/General Feliz como poucos … 0 104 01/08/2020 - 10:32 Portuguese
Ministério da Poesia/General As estrelas, os Estrôncios e os Sonhos. 39 888 11/28/2019 - 12:37 Portuguese
Ministério da Poesia/General Dreaming Of A Better World 122 414 11/10/2019 - 19:37 Portuguese