CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Rodopio

Rodopio

Volteiam dentro de mim,
Em rodopio, em novelos,
Milagres, uivos, castelos,
Forcas de luz, pesadelos,
Altas tôrres de marfim.

Ascendem hélices, rastros...
Mais longe coam-me sois;
Há promontórios, farois,
Upam-se estátuas de herois,
Ondeiam lanças e mastros.

Zebram-se armadas de côr,
Singram cortejos de luz,
Ruem-se braços de cruz,
E um espelho reproduz,
Em treva, todo o esplendor...

Cristais retinem de mêdo,
Precipitam-se estilhaços,
Chovem garras, manchas, laços...
Planos, quebras e espaços
Vertiginam em segrêdo.

Luas de oiro se embebedam,
Rainhas desfolham lirios;
Contorcionam-se círios,
Enclavinham-se delírios.
Listas de som enveredam...

Virgulam-se aspas em vozes,
Letras de fogo e punhais;
Há missas e bacanais,
Execuções capitais,
Regressos, apoteoses.

Silvam madeixas ondeantes,
Pungem lábios esmagados,
Há corpos emmaranhados,
Seios mordidos, golfados,
Sexos mortos de anseantes...

(Há incenso de esponsais,
Há mãos brancas e sagradas,
Há velhas cartas rasgadas,
Há pobres coisas guardadas -
Um lenço, fitas, dedais...)

Há elmos, troféus, mortalhas,
Emanações fugidias,
Referências, nostalgias,
Ruínas de melodias,
Vertigens, erros e falhas.

Há vislumbres de não-ser,
Rangem, de vago, neblinas;
Fulcram-se poços e minas,
Meandros, paúes, ravinas
Que não ouso percorrer...

Há vácuos, há bolhas de ar,
Perfumes de longes ilhas,
Amarras, lemes e quilhas -
Tantas, tantas maravilhas
Que se não podem sonhar!...

Mário de Sá-Carneiro

Submited by

quarta-feira, abril 1, 2009 - 02:08

Poesia Consagrada :

No votes yet

MariodeSaCarneiro

imagem de MariodeSaCarneiro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 35 semanas
Membro desde: 04/01/2009
Conteúdos:
Pontos: 120

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MariodeSaCarneiro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/ - Mario de Sa Carneiro 0 651 11/24/2010 - 00:33 Português
Poesia Consagrada/Geral Ângulo 0 456 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Sete Canções de Declínio 0 407 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Taciturno 0 447 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Apoteose 0 430 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral 7 0 461 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Vislumbre 0 327 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral 16 0 444 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral A Queda 0 306 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Rodopio 0 296 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Vontade de Dormir 0 380 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Inter-Sonho 0 270 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Escavação 0 325 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Partida 0 256 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Ápice 0 311 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Amor O amor 0 702 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Serradura 0 441 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Estátua Falsa 0 554 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Caranguejola 0 497 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Manucure 0 503 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Crise Lamentável 0 454 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral O Fantasma 0 445 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral El-Rei 0 391 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral AQUELOUTRO 0 470 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Quasi 0 495 11/19/2010 - 16:49 Português