CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS

Alguém me abriu os braços
No umbral o vazio
Me perturbam os passos
Nas minhas paredes o frio.
Afogo-me no tumulto que me invade
Solto a angustia de par em par
Visto-me de lembranças de saudade
Minhas asas prontas a quebrar.

Alguém me abriu os braços
Sonhos de regeneração sem par
A buscar-me em noites longas de cansaços
Até que a aurora nos venha velar.
Até que a manhã seja realidade
Deixando a tona de água a boiar
O resto do sonho e da saudade.

Abre-se a noite e a luz decai
Nada resta só lembranças
Passa o vento sobre as folhas lentamente
Revivo na memória o que não sai.
O coração agrilhoado dentro de si
Afadigado continuamente
Num vai vém a querer viver
aquilo que não vivi.
Alguém me abriu os braços
De estranho mundo chegou
para povoar minha solidão
Com abraços...
Será sonho ou obsessão?

natalia nuno
rosafogo

Submited by

sexta-feira, abril 13, 2012 - 15:24

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 48 semanas 4 dias
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de KeilaPatricia

Muito bom Bjs na alma ;)

Muito bom

Bjs na alma

;)

imagem de natalianuno

Obrigada

Obrigada Keila, grata por te manifestares.

Beijinho, fica bem amiga.

imagem de natalianuno

Obrigada amigo

A melancolia faz parte de mim, vejo a vida numa óptica sonhadora e saudosa,
com encantos e desencantos. O tempo é um cerco que me deixa algumas vezes
inquieta.

Obrigada Abílio, pela presença.
Um abraço.

imagem de Henricabilio

melancolia

Em tons melancólicos
se revelam os nós
das questões existenciais em nós.

Saudações

Abilio

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão DESTINO 4 534 01/09/2011 - 15:31 Português
Poesia/Alegria DESCALÇA PELA VERDURA 4 630 01/09/2011 - 15:28 Português
Poesia/Geral SONHO 2 409 01/08/2011 - 20:45 Português
Poesia/Desilusão NAS ÁGUAS ME VOU DEIXANDO 6 633 01/08/2011 - 20:37 Português
Poesia/Tristeza NASCEU UM POEMA 6 346 01/08/2011 - 02:13 Português
Poesia/Desilusão JÁ NÃO CHORAM OS MEUS OLHOS 2 423 01/07/2011 - 22:37 Português
Poesia/Amor FALA-ME ASSIM DEVAGAR 2 494 01/07/2011 - 22:32 Português
Poesia/Tristeza UM DIA POR TARDAR 8 660 01/07/2011 - 20:57 Português
Poesia/Desilusão DESILUSÃO 6 685 01/07/2011 - 20:53 Português
Poesia/Desilusão HORIZONTE 4 302 01/06/2011 - 21:35 Português
Poesia/Soneto ENTREGA 6 610 01/06/2011 - 21:29 Português
Poesia/Tristeza HOJE ME SINTO A MORRER 6 598 01/06/2011 - 20:22 Português
Poesia/Desilusão DECLINAR DO DIA 4 510 01/06/2011 - 17:08 Português
Poesia/Geral TUDO QUE DEUS ME DEU 4 377 01/05/2011 - 13:02 Português
Poesia/Tristeza NA VESPERA DE UM OUTRO DIA 2 513 01/04/2011 - 13:39 Português
Poesia/Tristeza MEU PENSAMENTO 2 495 01/04/2011 - 01:00 Português
Poesia/Tristeza SUBÚRBIO DA SAUDADE 2 420 01/03/2011 - 20:43 Português
Poesia/Desilusão PÉTALAS PERDIDAS 6 529 01/03/2011 - 20:40 Português
Poesia/Desilusão ENTRE O CÉU E A TERRA 0 345 01/03/2011 - 13:30 Português
Poesia/Soneto BALADA DA NOSTALGIA 4 631 01/03/2011 - 13:24 Português
Poesia/Geral NA MOLDURA DO SOL POSTO 2 718 01/03/2011 - 13:11 Português
Poesia/Alegria LEMBRANÇA DE MENINA 0 419 01/02/2011 - 23:23 Português
Poesia/Desilusão O POETA QUE VIVE EM MIM 2 503 01/02/2011 - 23:14 Português
Poesia/Dedicado O LIVRO DA VIDA 2 398 01/02/2011 - 23:11 Português
Poesia/Geral NÂO OLHES MAIS O RETRATO 2 506 01/02/2011 - 23:08 Português