CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Máquina do tempo

Não posso culpar meu futuro
pelo que não estou de novo, aqui, vivendo.
Não posso culpar meu futuro
pelo que eu não sou neste tempo.
Não posso culpar meu futuro
pelo que não estou hoje, aqui, vivendo.
Não posso culpar meu futuro
pelo que eu não sou neste tempo.

Não quero encarar! Acabou!
Eu quero curar isso, apenas.
E eu vou matar essa tristeza. (Ou nunca vou me sentir bem.)

Não posso fazer isso durar
enquanto eu não lutar contra essa doença.
Não posso encarar meu futuro
enquanto eu não estiver bem, por dentro.

Não quero encarar! Acabou!
Eu quero curar isso, apenas.
E eu vou matar essa tristeza. (Ou nunca vou me sentir bem.)

Não posso desistir de viver
mas eu tenho, agora, medo de sonhar.
Não posso culpar essa vivência
pelo que eu não sou por dentro.
Não posso viver essa vivência
querendo morrer e, com isso, sonhando.
Não posso mudar meu futuro
enquanto eu estiver mal, por dentro.

Não quero encarar! Acabou!
Eu quero curar isso, apenas.
E eu vou matar essa tristeza. (Ou nunca vou me sentir bem.)

Não posso culpar meu futuro
pelo que não estou de novo, aqui, vivendo.
Não posso culpar meu futuro
pelo que eu não sou neste tempo.

Submited by

quarta-feira, agosto 8, 2018 - 17:24

Poesia :

Your rating: None (5 votes)

MaynardoAlves

imagem de MaynardoAlves
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 dias 8 horas
Membro desde: 05/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 545

Comentários

imagem de MaynardoAlves

Máquina do tempo

Trata-se de mais um desejo não realizado, mais uma necessidade não suprida, mais uma falta, mais uma incompletude do homem: esse ser eternamente insatisfeito, carente e infeliz por não poder fazer do mundo o que quer, por não poder realizar tudo o que deseja, por ter suas vontades sempre reprimidas e, consequentemente, não usufruir plenamente de seu "aqui e agora"; o sonho de todos: ter uma máquina do tempo.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MaynardoAlves

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Em (des)construção 1 24 08/10/2018 - 15:46 Português
Poesia/Tristeza Máquina do tempo 1 27 08/08/2018 - 17:28 Português
Poesia/Tristeza Valores familiares 1 27 08/08/2018 - 17:21 Português
Poesia/Pensamentos Um lugar para chamar de seu 1 25 08/08/2018 - 17:14 Português
Poesia/Meditação Humilde-se! 1 176 05/21/2018 - 12:41 Português
Poesia/Tristeza Um inferno (para um poeta) 1 131 05/21/2018 - 12:34 Português
Prosas/Outros Onde? 2 177 03/08/2018 - 18:41 Português
Poesia/Comédia Meu amigo ócio 4 198 03/06/2018 - 16:20 Português
Poesia/Geral Promessas para uma vida nova 2 208 03/05/2018 - 21:09 Português
Poesia/Meditação Se Deus existisse... 4 205 03/05/2018 - 20:56 Português
Poesia/Intervenção Onde? 18 303 01/03/2018 - 19:28 Português
Poesia/Meditação Um instante infinito 1 257 11/17/2017 - 15:00 Português
Poesia/Desilusão Ainda no exílio (desde os dias de Gonçalves Dias) 1 270 11/08/2017 - 12:38 Português
Poesia/Canção Sem título (por luto) 1 286 10/27/2017 - 15:34 Português
Poesia/Geral Mensagem 1 276 03/27/2017 - 14:50 Português
Poesia/Aforismo O exagero de Sócrates 0 220 10/14/2016 - 20:50 Português
Poesia/Aforismo A mais importante das leis 0 237 10/14/2016 - 20:45 Português
Poesia/Meditação Evolução? 2 311 10/12/2016 - 13:34 Português
Poesia/Tristeza O desilusionista 1 332 10/11/2016 - 15:17 Português
Poesia/Pensamentos O cínico 1 351 10/10/2016 - 20:30 Português
Prosas/Ficção Cientifica Um fascinante trecho do livro “Fahrenheit 451” (de 1953) - do escritor Ray Bradbury 1 2.206 09/29/2016 - 17:40 Português
Musica/Outro Dúvida... 1 1.782 09/29/2016 - 17:38 Português
Poesia/Geral Calendário 1 692 09/29/2016 - 17:37 Português
Poesia/Aforismo Hillel 1 306 09/29/2016 - 17:28 Português
Poesia/Aforismo Beda ou Fracasso 1 302 09/29/2016 - 17:21 Português