CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Soneto III do 1° encantamento

"Para onde olhar, posso ainda te ver.
Por onde andar posso te sentir.
Quando quiseres, tu podes vir:
de manhã, à tarde, ao anoitecer...

Encantaste-me e ainda te vejo
por todo o lado que olhar meu olho;
e, toda vez que tu vens em sonho,
sinto, de tua doce boca, o beijo.

O devaneio que, de meu corpo,
tomou as rédeas e me domina,
tornou o certo e o reto, torto.

Tu não me deixas! És minha sina!
Já nem sei mais se estás vivo ou morto
ou se és um moço ou se és menina!"

[size=xx-small][font=Courier]Vejam também os meus outros textos, comentem, ficarei feliz em receber comentários.[/font][/size]

Submited by

quarta-feira, maio 12, 2010 - 23:37

Poesia :

Your rating: None (2 votes)

MaynardoAlves

imagem de MaynardoAlves
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 2 dias
Membro desde: 05/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 596

Comentários

imagem de MaynardoAlves

Soneto III do 1° encantamento

Eu lírico feminino. Um de meus primeiros poemas.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MaynardoAlves

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Aforismo O vinhedo universal 0 341 05/07/2019 - 15:59 Português
Poesia/Meditação Metamorfose filosófica: bênção ou maldição? 1 352 12/03/2018 - 15:23 Português
Poesia/Intervenção Aos vivos que ficam ou Epitáfio II 1 484 10/09/2018 - 12:41 Português
Poesia/Geral Meu pequeno depoimento em prol do ateísmo 0 498 09/26/2018 - 00:17 Português
Poesia/Geral Revolucionário... revolucionário!? 1 453 09/25/2018 - 17:12 Português
Prosas/Outros Meu pequeno depoimento em prol do ateísmo 0 532 09/19/2018 - 19:13 Português
Poesia/Meditação O legado de um filósofo 1 391 09/17/2018 - 19:45 Português
Poesia/Intervenção Os novos mandamentos (ou melhor, conselhos) 1 549 08/28/2018 - 23:53 Português
Poesia/Fantasia O jardim de Epicuro 1 589 08/22/2018 - 16:14 Português
Poesia/Tristeza Em (des)construção 1 468 08/10/2018 - 14:46 Português
Poesia/Tristeza Máquina do tempo 1 489 08/08/2018 - 16:28 Português
Poesia/Tristeza Valores familiares 1 594 08/08/2018 - 16:21 Português
Poesia/Pensamentos Um lugar para chamar de seu 1 569 08/08/2018 - 16:14 Português
Poesia/Meditação Humilde-se! 1 580 05/21/2018 - 11:41 Português
Poesia/Tristeza Um inferno (para um poeta) 1 700 05/21/2018 - 11:34 Português
Prosas/Outros Onde? 2 519 03/08/2018 - 17:41 Português
Poesia/Comédia Meu amigo ócio 4 545 03/06/2018 - 15:20 Português
Poesia/Geral Promessas para uma vida nova 2 670 03/05/2018 - 20:09 Português
Poesia/Meditação Se Deus existisse... 4 636 03/05/2018 - 19:56 Português
Poesia/Intervenção Onde? 18 843 01/03/2018 - 18:28 Português
Poesia/Meditação Um instante infinito 1 662 11/17/2017 - 14:00 Português
Poesia/Desilusão Ainda no exílio (desde os dias de Gonçalves Dias) 1 612 11/08/2017 - 11:38 Português
Poesia/Canção Sem título (por luto) 1 626 10/27/2017 - 14:34 Português
Poesia/Geral Mensagem 1 623 03/27/2017 - 13:50 Português
Poesia/Aforismo O exagero de Sócrates 0 518 10/14/2016 - 19:50 Português