CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Supondo-me desperto

Despertei não sei do quê nem como,
Se ainda durmo um tardio febril sonho
Vestido a luto ou se desperto a mando
De alguém morto há séculos e por falecer

Do mesmo mal que me anima ainda pés e tronco
E em que nada combina com vida, nem ar aliado
Ao movimento de sombra e luz que me perdure,
Inútil a alma que, se existisse seria cinza, pó terra

Acabando por se perder na penumbra alada
Desse neutro, negro outro lado, não sei porquê,
Nem onde, mestiça margem d’outro homem,
Vestida a manga, só no decote o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,
Maldigo o destino, coso-me ao último, tomara certo,

Não falsa ideia final, do inútil que sou, supondo-me
Desperto, sem uso nem posto, confundo-me
Com as pedras que acariciam meu estéril rosto
E se alinham nas mãos e não no gesso do grotesco busto.

Jorge Santos 06/2019
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, outubro 17, 2019 - 17:01

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 22 horas
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40540

Comentários

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

imagem de Joel

o tecido é curto, A glote é

o tecido é curto,

A glote é minha assim como a de todos outros
Sem glória, cantando “à capella”, o divino moribundo
E o grotesco aplaudido por milhões de varejas,

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral As estrelas, os Estrôncios e os Sonhos. 36 640 11/11/2019 - 11:59 Português
Ministério da Poesia/Geral Dreaming Of A Better World 122 184 11/10/2019 - 18:37 Português
Poesia/Geral Escrevo o que ninguém escuta ... 108 306 10/22/2019 - 14:40 Português
Poesia/Geral Supondo-me desperto 85 949 10/22/2019 - 14:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Venho de uma pequena ciência, 148 271 10/22/2019 - 14:38 Português
Ministério da Poesia/Geral Indigno eu, 92 182 10/22/2019 - 14:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Aconteço "por-acontecer" 87 193 10/22/2019 - 14:35 Português
Ministério da Poesia/Geral Hino ao amanhã 99 233 10/22/2019 - 14:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Ânsias ...lais de guia... 92 194 10/22/2019 - 14:33 Português
Ministério da Poesia/Geral Doce manifesto da vida 50 130 10/22/2019 - 14:32 Português
Ministério da Poesia/Geral Pra'lém do sonhar comum ... 80 206 10/22/2019 - 14:03 Português
Poesia/Geral Ranho e linho... 79 345 10/22/2019 - 14:01 Português
Ministério da Poesia/Geral Sonhar é cabelo, 58 145 10/22/2019 - 14:00 Português
Ministério da Poesia/Geral Tudo em mim 40 117 10/18/2019 - 23:52 Português
Ministério da Poesia/Geral É hoje o dia… 301 532 07/12/2019 - 11:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Sendo eu outro 77 715 06/10/2019 - 17:56 Português
Ministério da Poesia/Geral Meu cabelo é água e pêlo, sonho é sentir vê-lo… 37 528 06/10/2019 - 17:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou feliz porque não escrevo… 49 561 06/10/2019 - 14:28 Português
Poesia/Geral O triunfo dos relógios ... 167 23.510 06/07/2019 - 19:02 Português
Ministério da Poesia/Geral O meu préstimo… 250 541 06/07/2019 - 18:59 Português
Ministério da Poesia/Geral (Busco a eternidade-num-saco-vazio) 265 571 06/07/2019 - 18:55 Português
Ministério da Poesia/Geral Pois tudo o que se move é sagrado. 368 1.081 05/23/2019 - 19:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Minha voz não vê … 232 1.171 05/22/2019 - 18:48 Português
Ministério da Poesia/Geral (Ouçam-me, pra que eu possa…) 123 607 05/22/2019 - 14:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou um homem complicado… 156 528 05/22/2019 - 08:22 Português