Trova a dois Terços!

Trova a dois terços!

No malvado denso mundo castrado,
outro futuro foi agora renegado
no advir dos sentidos perdido
por tudo o mais ignorado!

Caminho em sombras de carvão
onde a luz não tem autorização
para sempre fui ali banido
desde logo meu cogito perde razão

malévico este meu penar
fazer de tudo o meu azar
perder a capacidade de amar
sou um ser a naufragar.

Sou alma que chora e não ri
sou eremita que tudo vi
dormem as deusas no sepulcro
em sonhos de fino veludo.

Qual Ícaro quiz voar
fazer de tudo o meu lar
a má sorte ignorar
no monte das virgens sonhar

Escuta agora o que te digo
lamento se não sou mais preciso
sempre fui homem sem ciso
antes pobre que mendigo.

Não te peço o coração
não te desperto a tesão
Não abracei a tentação
não te dei nunca razão.

em dois passos tão curtos
caminho entre seres mudos
equidistante de ti, de nós
vou perdendo a imensa voz.

Destilo bafo de cachaça
pelas vielas da esperança
foi agora finda a nossa graça
que o nosso amor já não a alcança.

Devolvo todos os espólios de guerra
no fim de tão sorumbática batalha
entrego-me rendido à terra
faço do meu coração mortalha!

Que se cerre o santo Sepulcro!!

http://rabiscosdealma.blogspot.com/2011/11/trova-dois-tercos.html

Submited by

Viernes, Noviembre 4, 2011 - 11:34

Poesia :

Su voto: Nada (1 vote)

Mefistus

Imagen de Mefistus
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 1 año 14 semanas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 3083

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Mefistus

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Amor Saber A Mar! 4 1.066 02/19/2019 - 16:26 Portuguese
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta -Parte 1 - Capítulo 3 0 1.139 02/07/2015 - 11:18 Portuguese
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta -Parte 1 - Capítulo 2 0 1.059 02/07/2015 - 11:11 Portuguese
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta - Parte 1 - Capítulo 1 - 0 885 02/07/2015 - 11:07 Portuguese
Prosas/Contos Desculpa se sou Puta! - Introdução 0 908 02/07/2015 - 11:03 Portuguese
Prosas/Contos Desculpa se sou Puta! - Introdução 0 1.049 02/07/2015 - 11:00 Portuguese
Poesia/Amor Saber A Mar! 0 0 07/09/2012 - 15:31 Portuguese
Poesia/Amor Saber A Mar! 0 1.605 07/09/2012 - 15:30 Portuguese
Poesia/Aforismo Cativa Saliva na boca triste 0 3.361 06/04/2012 - 13:52 Portuguese
Poesia/Meditación Haveria Sempre Poesia, Nas horas loucas de maresia 2 1.710 04/21/2012 - 05:56 Portuguese
Poesia/Desilusión Melancolia 0 1.368 11/04/2011 - 12:11 Portuguese
Poesia/Pensamientos Para onde vou ó dor! 0 992 11/04/2011 - 11:42 Portuguese
Poesia/Meditación Trova a dois Terços! 0 1.367 11/04/2011 - 11:34 Portuguese
Poesia/Intervención Ó Chefe dá-me um emprego! 1 1.569 10/25/2011 - 10:30 Portuguese
Poesia/Dedicada Em amêndoas Tragado 3 1.678 10/24/2011 - 10:15 Portuguese
Poesia/Intervención Uma breve nostalgia! 0 1.486 10/24/2011 - 10:06 Portuguese
Poesia/Meditación No pio da Perdiz 0 1.644 10/24/2011 - 09:58 Portuguese
Poesia/Fantasía Baila Marisa Baila! 3 2.247 09/01/2011 - 11:17 Portuguese
Prosas/Terror Diablo- Capitulo 4 (parte 4/4) 0 1.692 04/09/2011 - 01:02 Portuguese
Prosas/Terror Diablo - Capitulo 4 ( parte 3/4) 0 1.794 04/09/2011 - 00:59 Portuguese
Prosas/Terror Diablo - Capitulo 4 ( parte 2/4) 0 1.368 04/09/2011 - 00:56 Portuguese
Prosas/Terror Diablo Capitulo 4 (Parte 1/4). 0 2.454 04/09/2011 - 00:49 Portuguese
Prosas/Terror Diablo Capitulo 3 (Parte 3/3) 0 1.566 04/09/2011 - 00:46 Portuguese
Poesia/Meditación Dançarina de saia Púpura 2 2.054 04/07/2011 - 23:35 Portuguese
Poesia/Meditación Como um corpo suspenso em cordas de linho 1 1.765 02/27/2011 - 20:51 Portuguese