Um milhão de vezes

Meu foco;
meu interesse;
estou pensando
enquanto descansas...

Eu tento;
eu luto;
desfaço-me
enquanto descansas...

Pois, estou tão arrependido!
Diz tudo para mim!
Vi-te um milhão de vezes!

Posso ser teu amigo por esta noite?
Posso ser teu servo por esta vez?
Serei a tua tentação.
Não resistirás.

Posso ser, de todos, o mais esperto.
Posso ser, de todos, o mais idiota.
Serei a tua perdição.
Não te livrarás.

Pois, estou tão arrependido!
Diz tudo para mim!
Vi-te um milhão de vezes!

Todas as coisas que eu devia ter te dito
não são tão ruins quanto as coisas que tu disseste a mim.

Todas as coisas que tu devias ter me dito
não são tão ruins quanto as coisas que eu disse a ti.

Vi-te um milhão de vezes...

[size=xx-small][font=Courier]Vejam também os meus outros textos, comentem, ficarei feliz em receber comentários.[/font][/size]

Submited by

Jueves, Mayo 27, 2010 - 20:28

Poesia :

Su voto: Nada (2 votos)

MaynardoAlves

Imagen de MaynardoAlves
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 14 semanas 6 horas
Integró: 05/02/2010
Posts:
Points: 597

Comentarios

Imagen de MaynardoAlves

Um milhão de vezes

Trata-se de uma alma perturbada por um relacionamento complicado.

Imagen de Susan

Re: Um milhão de vezes

Olhos atentos e palavras ditas e por dizer ,
Amor e perdição caminhando juntos talvez no sentido da brutalidade do sentimento.
Muito bom !!!
Beijos
Susan

Imagen de MaynardoAlves

Re: Um milhão de vezes

Susan, você realmente captou a mensagem!
Muito obrigado pela leitura e pelo comentário.
Um abraço!

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of MaynardoAlves

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Aforismo O vinhedo universal 1 562 02/06/2020 - 14:39 Portuguese
Poesia/Meditación Metamorfose filosófica: bênção ou maldição? 1 574 12/03/2018 - 16:23 Portuguese
Poesia/Intervención Aos vivos que ficam ou Epitáfio II 1 678 10/09/2018 - 13:41 Portuguese
Poesia/General Meu pequeno depoimento em prol do ateísmo 0 596 09/26/2018 - 01:17 Portuguese
Poesia/General Revolucionário... revolucionário!? 1 575 09/25/2018 - 18:12 Portuguese
Prosas/Otros Meu pequeno depoimento em prol do ateísmo 0 708 09/19/2018 - 20:13 Portuguese
Poesia/Meditación O legado de um filósofo 1 563 09/17/2018 - 20:45 Portuguese
Poesia/Intervención Os novos mandamentos (ou melhor, conselhos) 1 784 08/29/2018 - 00:53 Portuguese
Poesia/Fantasía O jardim de Epicuro 1 764 08/22/2018 - 17:14 Portuguese
Poesia/Tristeza Em (des)construção 1 681 08/10/2018 - 15:46 Portuguese
Poesia/Tristeza Máquina do tempo 1 699 08/08/2018 - 17:28 Portuguese
Poesia/Tristeza Valores familiares 1 784 08/08/2018 - 17:21 Portuguese
Poesia/Pensamientos Um lugar para chamar de seu 1 736 08/08/2018 - 17:14 Portuguese
Poesia/Meditación Humilde-se! 1 736 05/21/2018 - 12:41 Portuguese
Poesia/Tristeza Um inferno (para um poeta) 1 896 05/21/2018 - 12:34 Portuguese
Prosas/Otros Onde? 2 689 03/08/2018 - 18:41 Portuguese
Poesia/Comedia Meu amigo ócio 4 735 03/06/2018 - 16:20 Portuguese
Poesia/General Promessas para uma vida nova 2 892 03/05/2018 - 21:09 Portuguese
Poesia/Meditación Se Deus existisse... 4 774 03/05/2018 - 20:56 Portuguese
Poesia/Intervención Onde? 18 1.084 01/03/2018 - 19:28 Portuguese
Poesia/Meditación Um instante infinito 1 824 11/17/2017 - 15:00 Portuguese
Poesia/Desilusión Ainda no exílio (desde os dias de Gonçalves Dias) 1 811 11/08/2017 - 12:38 Portuguese
Poesia/Canción Sem título (por luto) 1 776 10/27/2017 - 15:34 Portuguese
Poesia/General Mensagem 1 845 03/27/2017 - 14:50 Portuguese
Poesia/Aforismo O exagero de Sócrates 0 626 10/14/2016 - 20:50 Portuguese