CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fim

Fim

Quando eu morrer batam em latas,
Rompam aos saltos e aos pinotes,
Façam estalar no ar chicotes,
Chamem palhaços e acrobatas!

Que o meu caixão vá sobre um burro
Ajaezado à andaluza...
A um morto nada se recusa,
Eu quero por força ir de burro.

Mário de Sá Carneiro

Submited by

quarta-feira, abril 1, 2009 - 00:55

Poesia Consagrada :

No votes yet

MariodeSaCarneiro

imagem de MariodeSaCarneiro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 39 semanas
Membro desde: 04/01/2009
Conteúdos:
Pontos: 120

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MariodeSaCarneiro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/ - Mario de Sa Carneiro 0 658 11/24/2010 - 00:33 Português
Poesia Consagrada/Geral Ângulo 0 465 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Sete Canções de Declínio 0 413 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Taciturno 0 452 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Apoteose 0 437 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral 7 0 465 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Vislumbre 0 331 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral 16 0 450 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral A Queda 0 311 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Rodopio 0 303 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Vontade de Dormir 0 384 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Inter-Sonho 0 274 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Escavação 0 329 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Partida 0 261 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Ápice 0 316 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Amor O amor 0 727 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Serradura 0 445 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Estátua Falsa 0 559 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Caranguejola 0 502 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Manucure 0 508 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Crise Lamentável 0 459 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral O Fantasma 0 449 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral El-Rei 0 395 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral AQUELOUTRO 0 475 11/19/2010 - 16:49 Português
Poesia Consagrada/Geral Quasi 0 504 11/19/2010 - 16:49 Português