CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Quando estou triste me transformo em árvore

Quando estou triste, se estou muito triste,
ramagens me aparecem nas espáduas,
na pele se acumula uma cortiça
e vigas de madeira são meus braços.
Dos meus cabelos pendem folhas virgens
sem esperança verde em novos brotos
nem consolos de azul sobre uma copa
que o coração desenha nos espaços.

Quando estou triste, se estou muito triste,
nascem da concha agreste destas mãos
as amêndoas amargas do silêncio
e uma seiva de fel corre em meus talos.

Expostos aos rigores da intempérie
dentro e fora de mim tremem os pássaros
que aninham nas ramagens do meu lenho
de sulcos boquiabertos, assombrados,
por ver como o pesar me torna espessa.

Quando estou triste me transformo em árvore.
 

Submited by

quinta-feira, maio 5, 2011 - 21:15

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Tania Alegria

imagem de Tania Alegria
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 22 semanas
Membro desde: 05/02/2011
Conteúdos:
Pontos: 156

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Tania Alegria

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Poetrix Está tudo bem 0 1.178 05/05/2011 - 22:03 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Encantador de pássaros 0 1.275 05/05/2011 - 21:54 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Ritos 0 955 05/05/2011 - 21:48 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Sal da terra 0 859 05/05/2011 - 21:32 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Acaso 0 886 05/05/2011 - 21:30 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Fala comigo 0 1.047 05/05/2011 - 21:26 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Cicatriz 0 867 05/05/2011 - 21:23 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Este domingo 0 741 05/05/2011 - 21:18 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Quando estou triste me transformo em árvore 0 1.112 05/05/2011 - 21:15 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Sombras 0 743 05/05/2011 - 21:09 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Monólogo do morto 0 1.012 05/05/2011 - 21:05 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Habito lápides 0 835 05/05/2011 - 20:47 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Eu te direi em versos 0 971 05/05/2011 - 20:43 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Mulher diante do espelho 0 1.157 05/05/2011 - 20:38 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Memorial da espera 0 690 05/05/2011 - 20:34 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Horizontes 0 654 05/04/2011 - 23:29 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Assonâncias 0 1.217 05/04/2011 - 23:27 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Peito a dentro 0 737 05/04/2011 - 23:23 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Entrelaçando luzes 0 621 05/04/2011 - 23:20 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Enredando as horas 0 695 05/04/2011 - 23:09 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Assédio 0 536 05/04/2011 - 23:03 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Margens 0 658 05/04/2011 - 22:59 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Tréguas 0 595 05/04/2011 - 22:55 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Tréguas 0 512 05/04/2011 - 22:55 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Seara amarga 0 694 05/04/2011 - 22:42 Português