CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sal da terra

Vou para o lado negro dessa lua.
Inocente e liberta, sem a pele
que cobria o caudal dos meus pecados.
Aqui deixo o inverno que plantaste
no meu verão e as chagas que brotaram
nas searas aradas dos meus dias.

Na terra que foi festa de querer-te
espalharei adeuses amarelos.

Levo marcada a ferro nas cadeiras
essa invasão de território alheio
que perpetraste nas minhas rotinas
enquanto eu me ocupava em inventar-te.
Não comparto contigo o paraíso
em que me deito só e tresnoitada.
Mergulharei na linha do horizonte,
afogada com fel, bebendo ocasos.

Enquanto algum crepúsculo inclemente
com arrebol de lutos extraviados
se oculta malicioso e sem licença
da minha mão ousada e libertária
lavo do chão em que arrastei correntes
os vestígios de um credo e de um assombro.

Levo comigo para a lua negra
o sal da terra e a luz da encruzilhada.
 

Submited by

quinta-feira, maio 5, 2011 - 21:32

Ministério da Poesia :

No votes yet

Tania Alegria

imagem de Tania Alegria
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 16 semanas
Membro desde: 05/02/2011
Conteúdos:
Pontos: 156

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Tania Alegria

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Poetrix Está tudo bem 0 1.153 05/05/2011 - 22:03 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Encantador de pássaros 0 1.249 05/05/2011 - 21:54 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Ritos 0 939 05/05/2011 - 21:48 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Sal da terra 0 827 05/05/2011 - 21:32 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Acaso 0 856 05/05/2011 - 21:30 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Fala comigo 0 1.027 05/05/2011 - 21:26 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Cicatriz 0 847 05/05/2011 - 21:23 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Este domingo 0 730 05/05/2011 - 21:18 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Quando estou triste me transformo em árvore 0 1.101 05/05/2011 - 21:15 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Sombras 0 732 05/05/2011 - 21:09 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Monólogo do morto 0 1.000 05/05/2011 - 21:05 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Habito lápides 0 826 05/05/2011 - 20:47 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Eu te direi em versos 0 945 05/05/2011 - 20:43 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Mulher diante do espelho 0 1.140 05/05/2011 - 20:38 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Memorial da espera 0 674 05/05/2011 - 20:34 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Horizontes 0 642 05/04/2011 - 23:29 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Assonâncias 0 1.194 05/04/2011 - 23:27 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Peito a dentro 0 721 05/04/2011 - 23:23 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Entrelaçando luzes 0 610 05/04/2011 - 23:20 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Enredando as horas 0 679 05/04/2011 - 23:09 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Assédio 0 527 05/04/2011 - 23:03 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Margens 0 644 05/04/2011 - 22:59 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Tréguas 0 583 05/04/2011 - 22:55 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Tréguas 0 490 05/04/2011 - 22:55 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Seara amarga 0 683 05/04/2011 - 22:42 Português