CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Bruxa da Montanha

Lá no topo da montanha
Onde a velha bruxa ri,
A minha prosa eu perdi
numa bruxaria tamanha

Levou-me lá o Duende
a tal sitio tão diferente
Por mais avissado que fosse
Logo a coragem calou-se

A fogueira rapidamente ardia
o Estranho é que era ainda Meio Dia
E sem medo meu, a bruxa sorria
e impotente eu sofria.

Foi uma magia de encantar
que fez a minha prosa calar
mas ela, coitada, não sabia
que eu a rimar lutaria

Sem aliados, que Duende
com expressão de dor de dente
logo se pos a fugir
não fosse a bruxa o ferir

eu e a minha rima
a lutar pelo meu viver
que não sou sujeito de perder
poetaria em sudina

Ah,Ah,Ah disse a mulher
Olhai, roguei eu impiedoso
Estás morto, disse ela
matarei teu sorriso maldoso

Sacudi a cabeça, e mostrei
que nem só de prosa subsiste
Tudo na alma gritei
de peito e voz em riste

Quedou-se a bruxa num pranto
calou-se a mágica de espanto
mesmo sem voz eu canto,
se para tal tiver encanto

Foi-se o escuro, veio o sol
apagou-se o fogo louco
A bruxa ganiu sem forças
num tom que fiquei mouco

E subitamente a prosa
nos meus lábios feito rosa
na minh alma ardósia
a mim voltou.

Agora sou completo;
Arquitecto!
de palavras construidas
em meu peito evoluidas
Na lingua Lusa predilecto

mas atenção que ela voltará
sei, que atenta andará
outro momento tentará,
mas a mim, jamais calará!!

Submited by

sábado, outubro 24, 2009 - 14:04

Poesia :

No votes yet

Mefistus

imagem de Mefistus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 3083

Comentários

imagem de FlaviaAssaife

Re: A Bruxa da Montanha

Mefistus,

Durante a vida sempre irá existir a bruxa e a fada, a eterna luta entre o bem e o mal... Seja verdade ou mentira, real ou fantasia... o importante é sempre lutar em busca do que nosso coração mandar...

Adorei! bj

imagem de anadeornelas

Re: A Bruxa da Montanha

Mefistus,

Não há bruxa,bruxedo nem medo que pare a sua estrofe e acabe a sua inspiração, isto lhe digo, do fundo do meu coração...

1 beijo do tamanho do tejo.... :-)

imagem de Mefistus

Re: A Bruxa da Montanha

anadeornelas;
Cruz, credo canhoto.
Que sou devoto
Bruxa assim só na carola
que com ela não vou á bola!!

Um beijo do tamanho do Doro, Sado e afluentes

imagem de MarneDulinski

Re: A Bruxa da Montanha

Mefistus!

A Bruxa da Montanha
mas atenção que ela voltará
sei, que atenta andará
outro momento tentará,
mas a mim, jamais calará!!
ENCONTRARÁ UM POETA ATENTO A RIMAR!
QUE JAMAIS IRÁ, PARA A BRUXA SE CALAR!
MarneDulinski

imagem de Mefistus

Re: A Bruxa da Montanha

MarneDulinski;
o Segredo da vitória é a rectaguarda. Sempre forte, sempre atenta, sempre a prestar todo o apoio.

O meu obrigado!

imagem de AnaCoelho

Re: A Bruxa da Montanha

Uma guerra hilariante, a bruxa foi derrotada mas voltará e o poeta vencerá mais uma vez.

Fantástico este original poema, parabéns

Beijos

imagem de Mefistus

Re: A Bruxa da Montanha

AnaCoelho ,
Pois ela que volte ou o Duende que a traga de novo, venci uma vez, vencerei de novo.

Obrigado

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: A Bruxa da Montanha

Bravo!

Venceste a tua bruxa!!! Quebraste a vassoura e derrubaste o caldeirão!!!

Todos nós temos as nossas bruxas!!!

Parabéns,

Gostei muito!!!

Abraços,
REF

imagem de Manuelaabreu

Re: A Bruxa da Montanha

...que batalha entre a bruxa e o poeta. :hammer:
Como sempre muito interessante os teus escritos
Um abraço :-)

imagem de Mefistus

Re: A Bruxa da Montanha

Manuelaabreu ;
As batalhas nada são, quando não partilhadas com quem lê com coração.

Obrigado pelo seu constante apoio.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Mefistus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Saber A Mar! 4 1.066 02/19/2019 - 16:26 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta -Parte 1 - Capítulo 3 0 1.139 02/07/2015 - 11:18 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta -Parte 1 - Capítulo 2 0 1.060 02/07/2015 - 11:11 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta - Parte 1 - Capítulo 1 - 0 886 02/07/2015 - 11:07 Português
Prosas/Contos Desculpa se sou Puta! - Introdução 0 910 02/07/2015 - 11:03 Português
Prosas/Contos Desculpa se sou Puta! - Introdução 0 1.049 02/07/2015 - 11:00 Português
Poesia/Amor Saber A Mar! 0 0 07/09/2012 - 15:31 Português
Poesia/Amor Saber A Mar! 0 1.606 07/09/2012 - 15:30 Português
Poesia/Aforismo Cativa Saliva na boca triste 0 3.365 06/04/2012 - 13:52 Português
Poesia/Meditação Haveria Sempre Poesia, Nas horas loucas de maresia 2 1.711 04/21/2012 - 05:56 Português
Poesia/Desilusão Melancolia 0 1.368 11/04/2011 - 12:11 Português
Poesia/Pensamentos Para onde vou ó dor! 0 993 11/04/2011 - 11:42 Português
Poesia/Meditação Trova a dois Terços! 0 1.368 11/04/2011 - 11:34 Português
Poesia/Intervenção Ó Chefe dá-me um emprego! 1 1.569 10/25/2011 - 10:30 Português
Poesia/Dedicado Em amêndoas Tragado 3 1.679 10/24/2011 - 10:15 Português
Poesia/Intervenção Uma breve nostalgia! 0 1.486 10/24/2011 - 10:06 Português
Poesia/Meditação No pio da Perdiz 0 1.645 10/24/2011 - 09:58 Português
Poesia/Fantasia Baila Marisa Baila! 3 2.248 09/01/2011 - 11:17 Português
Prosas/Terror Diablo- Capitulo 4 (parte 4/4) 0 1.692 04/09/2011 - 01:02 Português
Prosas/Terror Diablo - Capitulo 4 ( parte 3/4) 0 1.794 04/09/2011 - 00:59 Português
Prosas/Terror Diablo - Capitulo 4 ( parte 2/4) 0 1.368 04/09/2011 - 00:56 Português
Prosas/Terror Diablo Capitulo 4 (Parte 1/4). 0 2.454 04/09/2011 - 00:49 Português
Prosas/Terror Diablo Capitulo 3 (Parte 3/3) 0 1.566 04/09/2011 - 00:46 Português
Poesia/Meditação Dançarina de saia Púpura 2 2.056 04/07/2011 - 23:35 Português
Poesia/Meditação Como um corpo suspenso em cordas de linho 1 1.766 02/27/2011 - 20:51 Português