CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Faltou arrojo a este outono

Não me fica bem este rio embrumado.
Nota-se escorrendo de minhas faces pálidas.
O vermelho desbota-se no pregueado.
Marcas perenes de noites outrora cálidas.

Vestiu-me esta noite de folhas em recorte.
O sorriso, este sorriso iluminado,
acrescentou-o o sol ao seu fino porte,
num amanhecer pálido e envergonhado.

Procuro o rosto dos sentidos outonais.
Mas cega àqueles indícios subversivos
que, vós, sábia natureza aclarais,
toldam-me somente de uivos compulsivos.

Perdi-te num intenso sonho diluvial
vergastado  pelos deuses da intempérie
ainda não sei se foi providencial,
um outono assassino de almas em série.

Por entre veredas selvagens e estreitas,
quotidiano sem poética visão,
carecem as utópicas cores escorreitas
Um outono velho, tímido de emoção.

Onde pára a natureza que me encantava,
o colorido de telas inconfessáveis,
as encostas macias onde te afagava,
os leitos floridos de segredos palpáveis?

Sei que a resposta está na espera tranquila.
Na paradoxal ânsia de alma intranquila.
Os tons outonais ficaram presos nas filas.
Ergue-te! Faz-te tela nas minhas pupilas!

OF, 24-09-14
Imagem em http://portate-mal.blogspot.pt/

Submited by

quinta-feira, setembro 25, 2014 - 00:36

Poesia :

No votes yet

Odete Ferreira

imagem de Odete Ferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 19 semanas
Membro desde: 01/11/2011
Conteúdos:
Pontos: 1924

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odete Ferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Entardecer com sabor a despedida 1 1.701 03/15/2018 - 13:59 Português
Poesia/Tristeza Música 1 1.488 03/15/2018 - 13:58 Português
Poesia/Desilusão Apenas mais um dia 1 2.167 03/15/2018 - 13:57 Português
Poesia/Meditação Se a vida fosse sempre assim 1 1.672 03/15/2018 - 13:56 Português
Ministério da Poesia/Fantasia Seres incompletos 3 2.069 03/15/2018 - 13:56 Português
Prosas/Outros No sopé da montanha 1 965 03/08/2018 - 19:01 Português
Poesia/Meditação Tempo(s) 1 1.639 03/08/2018 - 18:43 Português
Poesia/Fantasia Surrealidades 1 1.531 03/08/2018 - 18:42 Português
Poesia/Tristeza Emocão 5 1.956 03/08/2018 - 16:48 Português
Poesia/Dedicado Mulher-Dor 3 1.438 03/08/2018 - 16:14 Português
Poesia/Intervenção E a festa veste-se em cada madrugada 3 1.737 02/27/2018 - 11:43 Português
Poesia/Meditação À míngua 0 1.656 12/30/2015 - 22:36 Português
Poesia/Intervenção Não invoquem o meu nome em vão 0 1.917 11/25/2015 - 02:18 Português
Prosas/Outros Da alma 0 1.024 09/01/2015 - 19:58 Português
Poesia/Fantasia Surreal XXVIII 0 1.479 09/01/2015 - 19:29 Português
Poesia/Intervenção Da destemperança 0 2.758 08/26/2015 - 01:35 Português
Poesia/Meditação E no entre-Tanto faço caminho 0 1.772 07/02/2015 - 23:55 Português
Poesia/Meditação E continuamos pequeninos! 0 2.436 06/02/2015 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção Nem te renego nem me nego 0 2.180 04/25/2015 - 02:08 Português
Poesia/Dedicado Laudatória 0 1.225 03/24/2015 - 19:03 Português
Poesia/Dedicado És...Mulher 0 1.735 03/08/2015 - 18:53 Português
Poesia/Amor Vida(s) 0 1.550 02/14/2015 - 18:07 Português
Poesia/Amor Moras nos meus sonhos 0 1.816 02/13/2015 - 16:30 Português
Poesia/Dedicado Olhares 0 2.608 01/22/2015 - 01:58 Português
Prosas/Outros Do exato momento da VIragem 0 1.737 12/30/2014 - 14:27 Português