CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Familia

A familia e seus azares
os conflitos e mudança de ares
Destroços do meu passado
em longo mar naufragado

Ser altivo e distante
sensiblidade de elefante
em jogos palacianos
Como Cretenses ou Espartanos

Quem me disse a mim
Que a familia é jardim
Na falta da água do amor
logo se levanta um tremor

Instituição prosaica
de lealdade talvez laica
eu aqui unindo vontades
escondendo certas verdades

Reunião de familia
é quase homilia
sem óstia ou sermão
sem credos ou razão

Sapos vivos se engolem
em nome de um mal maior
quem me disse, es uma ilha
a sorte, minha filha?

Submited by

sexta-feira, dezembro 4, 2009 - 12:41

Poesia :

No votes yet

Mefistus

imagem de Mefistus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 3083

Comentários

imagem de MarneDulinski

Re: A Familia

LINDO POEMA, GOSTEI!
A FAMILIA É UM MARCO DA SOCIEDADE...
mD

imagem de LilaMarques

Re: A Familia

Olá, Mefistus,

Mais um dos seus belos poemas, tratando de um tema tão verdadeiro!!!
Muito bom!
Um beijo.

imagem de HaiderChaby

Re: A Familia

lindo poema, mas queria dizer que familia é tudo que temos e tudo que nao temos. um abraço forte e esta espectacular a poesia.

imagem de cecilia

Re: A Familia

Mefistus,

Familia são os que estão ao nosso lado, o conjuge e os filhos. Pssando dai a instituição familia dificilmente existe.

Gostei de teu poema, tema a ser bem descutido.

abç

imagem de ÔNIX

Re: A Familia

Mefistus,

Um bom poema, um bom tema.
Mas que fazer se a fammíia é o colo que nos esperou?

Seremos sempre ligados à família, mesmo que nem sempre a tenhamos por perto.

Entendo bem a sua mensagem digna de registo

beijos

Matilde D'Ônix

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: A Familia

A família pode ser considerada como ilha no sentido de ser um centro firme de amor em meio a um vago e estranho oceano de ondas bravias.

Um abraço,
REF

imagem de Henrique

Re: A Familia

Revejo-me no seu poema, de facto a família é um riacho de muitas correntes!!!

:pint:

imagem de Dianinha

Re: A Familia

Realmente as vezes é mesmo preciso engolir sapos vivos!
Assim tem que ser...

Gostei muito deste poema! :-)

Beijinho Mefistus!

imagem de danyfilipa

Re: A Familia

"Instituição prosaica
de lealdade talvez laica
eu aqui unindo vontades
escondendo certas verdades" - tantas verdades que por vezes são escondidas, no seio familiar!

Família...algo digno de respeito, confiança, amor e união?!..olhando em redor nada disso vejo, mas sim um 'mundo' em constante conflito, por suas crenças, sem amor para dar, carinho e afecto..será justo uma 'sociedade' assim?! Será digno chamar filha por chamar? Chamar pai/mãe por chamar?! Será digno viver num lar por viver?!...bem mas a isto se chama família!?

Adorei seu poema..bela meditação..não sei ao certo se a interpretei correctamente..bem, digamos, que a interpretei como a conheço, como é meu afecto!

Beijo

P.S. Aproveito para dizer que estou rendida ás belas "Crónicas de Mauro" na prosa! ;-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Mefistus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Saber A Mar! 4 1.066 02/19/2019 - 16:26 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta -Parte 1 - Capítulo 3 0 1.139 02/07/2015 - 11:18 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta -Parte 1 - Capítulo 2 0 1.060 02/07/2015 - 11:11 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta - Parte 1 - Capítulo 1 - 0 886 02/07/2015 - 11:07 Português
Prosas/Contos Desculpa se sou Puta! - Introdução 0 910 02/07/2015 - 11:03 Português
Prosas/Contos Desculpa se sou Puta! - Introdução 0 1.049 02/07/2015 - 11:00 Português
Poesia/Amor Saber A Mar! 0 0 07/09/2012 - 15:31 Português
Poesia/Amor Saber A Mar! 0 1.606 07/09/2012 - 15:30 Português
Poesia/Aforismo Cativa Saliva na boca triste 0 3.365 06/04/2012 - 13:52 Português
Poesia/Meditação Haveria Sempre Poesia, Nas horas loucas de maresia 2 1.711 04/21/2012 - 05:56 Português
Poesia/Desilusão Melancolia 0 1.368 11/04/2011 - 12:11 Português
Poesia/Pensamentos Para onde vou ó dor! 0 993 11/04/2011 - 11:42 Português
Poesia/Meditação Trova a dois Terços! 0 1.368 11/04/2011 - 11:34 Português
Poesia/Intervenção Ó Chefe dá-me um emprego! 1 1.569 10/25/2011 - 10:30 Português
Poesia/Dedicado Em amêndoas Tragado 3 1.679 10/24/2011 - 10:15 Português
Poesia/Intervenção Uma breve nostalgia! 0 1.486 10/24/2011 - 10:06 Português
Poesia/Meditação No pio da Perdiz 0 1.645 10/24/2011 - 09:58 Português
Poesia/Fantasia Baila Marisa Baila! 3 2.248 09/01/2011 - 11:17 Português
Prosas/Terror Diablo- Capitulo 4 (parte 4/4) 0 1.692 04/09/2011 - 01:02 Português
Prosas/Terror Diablo - Capitulo 4 ( parte 3/4) 0 1.794 04/09/2011 - 00:59 Português
Prosas/Terror Diablo - Capitulo 4 ( parte 2/4) 0 1.368 04/09/2011 - 00:56 Português
Prosas/Terror Diablo Capitulo 4 (Parte 1/4). 0 2.454 04/09/2011 - 00:49 Português
Prosas/Terror Diablo Capitulo 3 (Parte 3/3) 0 1.566 04/09/2011 - 00:46 Português
Poesia/Meditação Dançarina de saia Púpura 2 2.056 04/07/2011 - 23:35 Português
Poesia/Meditação Como um corpo suspenso em cordas de linho 1 1.766 02/27/2011 - 20:51 Português