CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ROSNA-ME

Rosna-me...

Próprio de quem fere um sentimento
de quem produz esse vil tormento
encosta-me para canto, num espanto
esconde-me de todos, nesse Manto

Rosna-me...

Alegoria de cachorro decidido
Coleira de Ente perdido
num querer te conquistar
A saber que me vais ralhar!

Rosna-me...

Podia até te querer tocar
Num afago, teu corpo,abraçar
Oh Arte de Amar,no corpo perpetuar
Na sombra e gosto do salivar!

Rosna-me...

Para que não ouse me aproximar
Para que não queira, a ti, agradar
Para que não provenha qualquer Ar
Oxigénio para poder respirar

Te Cheirar...

ROSNA-ME, ou DEVORA-ME

http://mefistus.skyrock.com/

Submited by

sexta-feira, março 19, 2010 - 12:43

Poesia :

No votes yet

Mefistus

imagem de Mefistus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 13 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 3083

Comentários

imagem de nunomarques

Re: ROSNA-ME

Para que não ouse me aproximar
Para que não queira, a ti, agradar
Para que não provenha qualquer Ar
Oxigénio para poder respirar
Te Cheirar...

ROSNA-ME, ou DEVORA-ME

A indecisão é que atormenta, é pegar ou largar.

Muito bom.
Abraço
Nuno

imagem de Dianinha

Re: ROSNA-ME

Humm, mas que bom ler um poema assim...
Provoca vários sentimentos!

Gostei muito...
Beijinho!

imagem de Manuelaabreu

Re: ROSNA-ME

Que rosnar intenso...é voz de poeta que se debruça na poesia...por vezes deito-me nesse mar intenso e:

"A ti…poesia

Desmaio em delírios atrás das cortinas
Invento uma serenata na sé velha amor
Abro vistas ao vento e eis ao meu redor:

Dilúvios…orações, poemas, prosas choram
Amor nos dias em que os rouxinóis cantam

Passa por mim amor neste grito de lamento
Olha o espanto das coisas em teu redor
Entra brando na tempestade da terra…amor
Sossegadamente aconcheguemo-nos no tempo
Imortais…na brisa que passa
Amor…entreguemo-nos na ânsia cúmplice.

Maria Luzia Fronteira

Funchal, 14 de Março de 2010"

Parabéns pela tua fortaleza.

Um abraço :-)

imagem de Henrique

Re: ROSNA-ME

Gostei muito do lado selvagem do desejo do corpo em alma culta!!!

:-)

imagem de Daisy_Lee82

Re: ROSNA-ME

uma entrega demorada?
um conquistar medroso?
um grunhido tímido?

merecedor de um olhar mais aprofundado? Cuidado... quem rosna deve morder... srsrsrsr
ou quem sabe até... devorar!rssrsrsrs

______

Belo poema!

bjs

imagem de Clarisse

Re: ROSNA-ME

... E se ela rosna, é do tipo "como quem não quer a coisa"!! :-D

Rosna não querendo mas querendo! :-)

Gostei bastante...
Beijo,
Clarisse

imagem de ÔNIX

Re: ROSNA-ME

Senti essa pulsividade, como um apelo vindo da alma que cobre num corpo a transbordar de paixão.

Adorei ler

beijo

Matilde D'ônix

imagem de angelalugo

Re: ROSNA-ME

Ora,ora que forma legal de
escrever descrevendo como
não quer que rosnem, mas sim
que devorem...Muito bom mesmo

Beijinhos no coração

imagem de danyfilipa

Re: ROSNA-ME

um rosnar...
em forma de comédia
suplica de desejo
do querer ter...

e que assim sempre "rosne"!
:-)

beijo

imagem de mariacarla

Re: ROSNA-ME

Afasta de mim esse teu "Manto" cobiçado;

Desejo mais ainda porque sei que não é meu;

Macho que apanha… devora!

Rosna-me… :hammer:

toca, cheira, saliva, ralha, mas... devora-me! :hammer:

beijo

Carla

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Mefistus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Saber A Mar! 4 1.064 02/19/2019 - 16:26 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta -Parte 1 - Capítulo 3 0 1.136 02/07/2015 - 11:18 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta -Parte 1 - Capítulo 2 0 1.055 02/07/2015 - 11:11 Português
Prosas/Contos Desculpa Se Sou Puta - Parte 1 - Capítulo 1 - 0 881 02/07/2015 - 11:07 Português
Prosas/Contos Desculpa se sou Puta! - Introdução 0 905 02/07/2015 - 11:03 Português
Prosas/Contos Desculpa se sou Puta! - Introdução 0 1.048 02/07/2015 - 11:00 Português
Poesia/Amor Saber A Mar! 0 0 07/09/2012 - 15:31 Português
Poesia/Amor Saber A Mar! 0 1.604 07/09/2012 - 15:30 Português
Poesia/Aforismo Cativa Saliva na boca triste 0 3.360 06/04/2012 - 13:52 Português
Poesia/Meditação Haveria Sempre Poesia, Nas horas loucas de maresia 2 1.708 04/21/2012 - 05:56 Português
Poesia/Desilusão Melancolia 0 1.365 11/04/2011 - 12:11 Português
Poesia/Pensamentos Para onde vou ó dor! 0 990 11/04/2011 - 11:42 Português
Poesia/Meditação Trova a dois Terços! 0 1.361 11/04/2011 - 11:34 Português
Poesia/Intervenção Ó Chefe dá-me um emprego! 1 1.566 10/25/2011 - 10:30 Português
Poesia/Dedicado Em amêndoas Tragado 3 1.675 10/24/2011 - 10:15 Português
Poesia/Intervenção Uma breve nostalgia! 0 1.485 10/24/2011 - 10:06 Português
Poesia/Meditação No pio da Perdiz 0 1.643 10/24/2011 - 09:58 Português
Poesia/Fantasia Baila Marisa Baila! 3 2.246 09/01/2011 - 11:17 Português
Prosas/Terror Diablo- Capitulo 4 (parte 4/4) 0 1.691 04/09/2011 - 01:02 Português
Prosas/Terror Diablo - Capitulo 4 ( parte 3/4) 0 1.793 04/09/2011 - 00:59 Português
Prosas/Terror Diablo - Capitulo 4 ( parte 2/4) 0 1.366 04/09/2011 - 00:56 Português
Prosas/Terror Diablo Capitulo 4 (Parte 1/4). 0 2.451 04/09/2011 - 00:49 Português
Prosas/Terror Diablo Capitulo 3 (Parte 3/3) 0 1.562 04/09/2011 - 00:46 Português
Poesia/Meditação Dançarina de saia Púpura 2 2.053 04/07/2011 - 23:35 Português
Poesia/Meditação Como um corpo suspenso em cordas de linho 1 1.763 02/27/2011 - 20:51 Português