CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Permaneço mudo

Permaneço mudo, sereno e distante dum muro de
Medos, o ouvido tísico, meus olhos cegos
E o espírito chão, o Cã da idade das Trevas,
Pedra já velha, gasta, procuro auxílio, remédio,

Conforto, sinto minhas, as lágrimas da esfinge
Disfarçam a saudade das madrugadas, intactas
As manhãs, ao beijar na terra, a luz não
Da lua, das damas da noite, magras, emboscadas

Ou dos fantasmas da morte, silvando vagas,
Longas pegadas preces, velozes corcéis,
Vozes de ascetas magos, cavaleiros do
Apocalipse, é o fim do sempre, inquietante,

E eu permaneço mudo no pó, no caminho,
Como se obtivesse do céu a réplica de um hino,
Ao meu instinto, à minha imperfeição de ver,
Ouvir, pensar certo, nobre abdico do meu valor,

Renuncio de mim próprio, a vida não me convém,
Não contenho nas lágrimas o sal, os mares de veludo,
Nem a casta, que eu desejaria chorar, por esta
Imensa erma, extinta Terra, gasta rocha, penedos

Negros, negros cabelos, a Berenice dada aos
Deuses, sugerindo no ocaso, o fogo dos Gregos,
S. Telmo e a carícia das paisagens ardendo,
Longínquas, trémulas damas, belas e brancas,

Cal, de animal vestidas, cornos chifres, dançam,
Devolvem ao campo o sémen, o corpo, como pedindo
Expiação para o luto, perdão para tudo isto,
O ouvido tísico, os olhos cegos e o espírito mouco.

Joel Matos ( 01 Fevereiro 2021)

http://joel-matos.blogspot.com
https://namastibet.wordpress.com

Submited by

sábado, fevereiro 6, 2021 - 21:37

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 dias 23 horas
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40888

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Sem nada … 0 35 03/31/2021 - 12:35 Português
Poesia/Geral Humano-descendentes 0 70 03/31/2021 - 12:24 Português
Poesia/Geral "Phallu" de Pompeii! 0 44 03/31/2021 - 12:10 Português
Poesia/Geral Confesso-me consciente por dentro … 0 67 03/31/2021 - 10:32 Português
Ministério da Poesia/Geral Deixemos descer à vala, o corpo que em vão nos deram 15 116 02/09/2021 - 09:55 Português
Ministério da Poesia/Geral A desconstrução 38 260 02/06/2021 - 22:18 Português
Ministério da Poesia/Geral Deixai-vos descer à vala, 0 68 02/06/2021 - 21:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Permaneço mudo 0 60 02/06/2021 - 21:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Os Dias Nossos do Isolamento 0 57 02/06/2021 - 21:35 Português
Poesia/Geral Gostar de estar vivo, dói! 0 53 02/06/2021 - 21:31 Português
Poesia/Geral Apologia das coisas bizarras 0 65 02/06/2021 - 21:29 Português
Poesia/Geral Meus sonhos são “de acordo” ao sonhado, 0 71 02/06/2021 - 21:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Na terra onde ninguém me cala 1 55 02/06/2021 - 11:14 Português
Poesia/Geral Esquema gráfico para não sobreviver à morte … 5 98 02/05/2021 - 12:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Tiras-me as palavras da boca 1 73 02/03/2021 - 19:31 Português
Ministério da Poesia/Geral A tenaz negação do eu, 1 95 01/25/2021 - 22:40 Português
Poesia/Geral O lugar que não se vê ... 0 105 01/25/2021 - 21:31 Português
Poesia/Geral Minh’alma é uma floresta 0 62 01/25/2021 - 20:58 Português
Ministério da Poesia/Geral Pangeia e a deriva continental 0 117 01/02/2021 - 19:34 Português
Ministério da Poesia/Geral A simbologia dos cimos 0 99 01/02/2021 - 19:23 Português
Ministério da Poesia/Geral Prefiro rosas púrpuras ... 0 65 01/02/2021 - 19:13 Português
Ministério da Poesia/Geral Por um ténue, pálido fio de tule 0 127 01/02/2021 - 18:59 Português
Ministério da Poesia/Geral Me perco em querer 0 85 01/02/2021 - 18:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Epistemologia dos Sismos 0 80 01/02/2021 - 18:26 Português
Ministério da Poesia/Geral A sismologia nos símios 0 75 01/02/2021 - 18:11 Português