CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Permaneço mudo

Permaneço mudo, sereno e distante dum muro de
Medos, o ouvido tísico, meus olhos cegos
E o espírito chão, o Cã da idade das Trevas,
Pedra já velha, gasta, procuro auxílio, remédio,

Conforto, sinto minhas, as lágrimas da esfinge
Disfarçam a saudade das madrugadas, intactas
As manhãs, ao beijar na terra, a luz não
Da lua, das damas da noite, magras, emboscadas

Ou dos fantasmas da morte, silvando vagas,
Longas pegadas preces, velozes corcéis,
Vozes de ascetas magos, cavaleiros do
Apocalipse, é o fim do sempre, inquietante,

E eu permaneço mudo no pó, no caminho,
Como se obtivesse do céu a réplica de um hino,
Ao meu instinto, à minha imperfeição de ver,
Ouvir, pensar certo, nobre abdico do meu valor,

Renuncio de mim próprio, a vida não me convém,
Não contenho nas lágrimas o sal, os mares de veludo,
Nem a casta, que eu desejaria chorar, por esta
Imensa erma, extinta Terra, gasta rocha, penedos

Negros, negros cabelos, a Berenice dada aos
Deuses, sugerindo no ocaso, o fogo dos Gregos,
S. Telmo e a carícia das paisagens ardendo,
Longínquas, trémulas damas, belas e brancas,

Cal, de animal vestidas, cornos chifres, dançam,
Devolvem ao campo o sémen, o corpo, como pedindo
Expiação para o luto, perdão para tudo isto,
O ouvido tísico, os olhos cegos e o espírito mouco.

Joel Matos ( 01 Fevereiro 2021)

http://joel-matos.blogspot.com
https://namastibet.wordpress.com

Submited by

sábado, fevereiro 6, 2021 - 21:37

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 semanas 5 dias
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 41021

Comentários

imagem de Joel

obrigado pela leitura

obrigado pela leitura

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Sem nada … 2 255 07/07/2021 - 15:16 Português
Poesia/Geral A tenaz negação do eu, 2 184 07/01/2021 - 16:31 Português
Poesia/Geral Sou minha própria imagem, 2 258 07/01/2021 - 12:50 Português
Poesia/Geral Há um vão à minha espera 2 210 07/01/2021 - 12:50 Português
Poesia/Geral leve 4 1.836 06/28/2021 - 15:39 Português
Poesia/Geral Feliz como poucos … 1 551 06/24/2021 - 11:53 Português
Poesia/Geral Deus Ex-Machina, “Anima Vili” ... 1 612 06/24/2021 - 11:38 Português
Poesia/Geral Da significação aos sonhos ... 1 565 06/22/2021 - 10:01 Português
Ministério da Poesia/Geral Sonho sem fim, nem fundo ... 1 621 06/21/2021 - 16:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Absurdo e Sem-Fim… 1 1.039 06/21/2021 - 16:26 Português
Ministério da Poesia/Geral A Rua ao meu lado ou O Valor do riso... 1 890 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Rua dos Douradores 30 ... 1 725 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Excerto “do que era certo” 1 644 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 2 767 06/21/2021 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Morri lívido e nu ... 1 730 06/21/2021 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 1 706 06/21/2021 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 1 886 06/21/2021 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada se parece comigo 1 682 06/21/2021 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral Quantos Césares fui eu !!! 1 773 06/21/2021 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 1 1.121 06/21/2021 - 16:19 Português
Ministério da Poesia/Geral Como morre um Rei de palha... 1 701 06/21/2021 - 15:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Vivo do oficio das paixões 1 925 06/21/2021 - 15:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Patchwork... 2 984 06/21/2021 - 15:44 Português
Poesia/Geral A síndrome de Savanah 1 1.012 06/21/2021 - 15:43 Português
Poesia/Geral A sucessão dos dias e a sede de voyeur ... 1 648 06/21/2021 - 15:42 Português