CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

1993-2008; 2011-?

1993-2008; 2011-?

Como um fogo que arde fora de tempo
Sempre atrasado para tirar proveito do momento.
Como a queima mais lenta no decorrer do ápice
Sempre em queda no mais longo cinzeiro súplice.

Os pensamentos, eles vêm frenéticos,
Já na véspera de uma noite em que perco sono
E neles obceco sem um franja de sintonia,
Fora de um corpo que há muito não é abono.
Os medicamentos, eles devoram tudo menos a disforia!

É algures na exaustão que a sua brevidade me é espoliada
E aí não me importa se és o implorado farol delusório,
A célebre febre de outrora que mais auguro
Dissolvida numa das cenas-limite que cada segundo é na minha mente,
Enquanto o suspense de caras familiares repousa na minha frente,
Perante as pedras pulantes de um riacho de um conto imaturo.

Inspirada que está a beleza de um tão receado niilismo,
Vou fazer as malas e acelerar até à beira do abismo!
Porque até mesmo o castelo no cimo do topo da montanha
Não deixa de estar na companhia do fosso no fundo do vale,
Não deixa de oscilar entre o ar e o mar!

É tempo de jogar com as cartas que tenho,
De usar baralhos amigos na manga.
Os mesmos da ponte do meu desenho,
A mesma que construirei e destruirei,
Sob a razão de uma ignorância que é bênção,
Por fim distante de uma margem a que jamais retornarei!

Costumavas afirmar sem hesitar:
"As sombras são os ontens a que não podes escapar."
Mas há uma fenda no teu argumento,
Pois eu desafiei-as na latitude "amanhã"!
Eu irei conter os demónios bem pela manhã!

Parei de querer virar o meu mundo do avesso
Quando tudo o que há a virar é a minha face do chão.
Passei a querer sentir os épicos calafrios do derradeiro recomeço,
Preparado que estou para dividir a tela e aceitar a tua mão,
Findadas que estão as muitas vezes em que a indecisão decidiu por mim.
Este é o velho confuso trapézio bipolar finalmente a expirar-te um sim!

(08-10-2011)

Submited by

segunda-feira, outubro 1, 2012 - 01:50

Poesia :

No votes yet

Fran Silveira

imagem de Fran Silveira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 22 semanas 2 dias
Membro desde: 09/29/2012
Conteúdos:
Pontos: 152

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Fran Silveira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Como Voltar Um Lugar A Mim? 0 239 12/28/2018 - 21:00 Português
Poesia/Meditação Horror Ao Vazio 0 283 05/08/2018 - 05:18 Português
Poesia/Comédia Super-Pouco (Dêem-me Um Pouco De Atenção, Por Favor, Se Faz Favor) 0 317 03/14/2017 - 23:07 Português
Poesia/Paixão Adoração 0 310 02/25/2017 - 12:48 Português
Poesia/Pensamentos (Turquesa '98) 0 357 12/29/2016 - 07:09 Português
Poesia/Fantasia Avelãs & Libélulas 1 215 12/08/2016 - 13:53 Português
Poesia/Amor Ganchos 0 331 10/26/2015 - 03:13 Português
Poesia/Fantasia (En)Canto Do Cisne Laranja 0 475 11/23/2013 - 02:57 Português
Poesia/Paixão 14 0 417 11/11/2013 - 01:12 Português
Poesia/Paixão Quimono Circunflexo 0 493 11/01/2013 - 03:28 Português
Prosas/Pensamentos Espiral 0 463 08/16/2013 - 01:44 Português
Prosas/Pensamentos Ecrã 0 487 08/15/2013 - 20:42 Português
Poesia/Fantasia Alba Atroz / Panda Crónico 0 419 07/31/2013 - 23:50 Português
Prosas/Pensamentos Transcorrer 0 448 02/11/2013 - 00:31 Português
Prosas/Outros Manifesto Depurista 0 352 02/09/2013 - 17:29 Português
Poesia/Pensamentos Memento Mori 0 485 11/29/2012 - 04:25 Português
Poesia/Pensamentos Rosa Em Azul 0 409 10/28/2012 - 20:22 Português
Poesia/Pensamentos Lanterna De Papel 3 536 10/15/2012 - 22:41 Português
Poesia/Pensamentos Anos De Chocolate 1 423 10/06/2012 - 16:17 Português
Poesia/Pensamentos Palavra Puxa Silêncio 0 304 10/06/2012 - 15:13 Português
Poesia/Fantasia Última Noite Na Ponte Dos Sonhos 0 391 10/04/2012 - 14:57 Português
Poesia/Paixão Reacção À Química 0 392 10/04/2012 - 14:54 Português
Poesia/Desilusão Enfado-me Deste Fado / Epopeia Do Fracasso 0 602 10/04/2012 - 14:44 Português
Poesia/Tristeza Catalisa Dor 0 371 10/01/2012 - 01:52 Português
Poesia/Pensamentos 1993-2008; 2011-? 0 429 10/01/2012 - 01:50 Português