CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Desculpai-me insetos!

Já não há flores nos campos
Tampouco nas floriculturas
Nos jardins já não há pólen
Torturam-se as abelhas. Coitadas!

Desculpem se tomo de assalto
Todo perfume que posso e carrego
Comigo as cores mais belas!
A primavera em meu quarto!

É meu presente à donzela
Como frutos de meu trabalho
Eu suo e gargalho. É festa!

Desculpai-me insetos! Mas juro
Que lhes devolvo o néctar em troca
Desse poema, que dou para ela!

Dedicado com carinho à Francine Niesing

www.outubrorubro.blogspot.com

Submited by

quarta-feira, abril 13, 2011 - 13:14

Poesia :

No votes yet

marcelocampello

imagem de marcelocampello
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 46 semanas
Membro desde: 03/02/2011
Conteúdos:
Pontos: 310

Comentários

imagem de Star Girl

Gostei muito de seu poema

Gostei muito de seu poema dedicado a sua amada!

 E com certeza os insetos te desculpam....

                Parabéns, Abraços da Star Girl!

imagem de marcelocampello

Obrigado Star!

Ola Star Girl, obrigado pelo recado e pela leitura atenta! Acho mesmo que me desculparao!

Que bom que gostou! Fico feliz! Beijos!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of marcelocampello

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação A história da cabeça que fugiu dos pés! 4 523 06/10/2012 - 21:03 Português
Poesia/Meditação The story of a head that ran from its feet 0 994 06/10/2012 - 11:07 inglês
Poesia/Geral Dr. Jekyll: Pb > Au 0 706 12/12/2011 - 10:26 Português
Poesia/Geral Cavaleiro de Copas 0 631 12/09/2011 - 18:40 Português
Poesia/Intervenção BELO MONTE 0 730 12/09/2011 - 18:03 Português
Poesia/Geral Gilliat e Deruchete 1 1.681 12/01/2011 - 17:42 Português
Poesia/Geral Pessoas são como países (reeditado) 0 856 10/25/2011 - 13:47 Português
Poesia/Geral PESSOAS SAO COMO PAISES 0 827 10/25/2011 - 13:41 Português
Poesia/Geral ENTROPIA MONETÁRIA 0 971 10/07/2011 - 14:50 Português
Poesia/Geral MORO NESSA CASA VAZIA 0 1.014 10/07/2011 - 14:46 Português
Poesia/Fantasia Amores e Mamutes 4 994 04/30/2011 - 15:59 Português
Poesia/Amizade Jocasta, Amelie Poulain e Lili Carabina 2 1.287 04/28/2011 - 19:40 Português
Poesia/Geral A MENINA NA CAVERNA 0 1.119 04/27/2011 - 14:16 Português
Poesia/Geral O Eco, a Sombra e as Estrelas 1 1.286 04/27/2011 - 02:48 Português
Poesia/Geral FANTASIA MIGRANTE 3 1.036 04/19/2011 - 18:00 Português
Poesia/Geral Canção em Espiral 1 795 04/16/2011 - 03:08 Português
Poesia/Geral Tropa serena 0 1.249 04/16/2011 - 00:52 Português
Poesia/Geral Desculpai-me insetos! 2 1.417 04/13/2011 - 21:52 Português
Poesia/Geral Algum abandono previsível! 3 1.075 04/12/2011 - 13:02 Português
Poesia/Geral Mom made a doll 0 967 04/09/2011 - 22:18 inglês
Poesia/Geral Jocasta, Amelie Poulain e Lili Carabina 0 1.070 04/09/2011 - 15:18 inglês
Poesia/Geral The poem's not love 0 1.022 04/09/2011 - 15:17 inglês
Poesia/Geral Adrift 0 1.283 04/09/2011 - 15:16 inglês
Poesia/Geral Encerrai a cavalgada! 2 934 04/09/2011 - 10:51 Português
Poesia/Geral Passou o tempo querida! 6 1.047 04/05/2011 - 11:33 Português