CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ouve-me

Baixa o som…
Ouve-me!
Tens o dom da metáfora longínqua no caleidoscópio dos teus olhos.
És o que está por inventar…muito à frente!
Contigo perco a expressão e corro dicionários no adjectivo que procuro.
Tens o cheiro das cartas de amor e canudos no cabelo que descansam nos teus ombros.
És casulo dos meus anseios, és um corpo passageiro, inspiro fundo, devaneio, água, malte, luz e vida.
Conjugas-me os verbos todos, sou um planeta tolo, a semântica distendida.
Perco-me nas indiferenças do nosso olhar procurado.
A música da tua voz é um êxito de nós em taquicardia sustenida.
Baixa o som…
Ouve-me!
Tenho andado a pensar se pensas no que te penso e me pensas assim também…
Tens faces de menina, rosto de mulher felina a rugir modos de mãe.
Quando me tocas sou uma cana trémula na brisa dos teus anseios…sinto-o.
Respiração boca à boca, um “quero-te”, em voz rouca com vontades e receios.
Tens nebulosas misteriosas, magias maravilhosas, um quê de sonho utópico…
Até pareces cocaína que vicia a minha linha num delírio psico-trópico.
Baixa o som…
Ouve-me!
Tenho andado para te perguntar se um dia queres parar aqui para este lado.
Mas temo esta ideia louca do amor como uma forca, estilo golpe de estado.
Tens o dom da metáfora longínqua no caleidoscópio dos teus olhos.
És o que está por inventar…muito à frente!
Talvez neste esperar, num doce contemplar…
O amor acuda de repente.

Agora é só dizer-te!!!

Submited by

quarta-feira, maio 19, 2010 - 22:53

Poesia :

No votes yet

Lapis-Lazuli

imagem de Lapis-Lazuli
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 48 semanas
Membro desde: 01/12/2010
Conteúdos:
Pontos: 1178

Comentários

imagem de Fuentes

Re: Ouve-me

Não sei o que dizer. Sinceramente, não sei.
Conta-me teu segredo, poeta. Voavas enquanto compunha este poema. Não voavas?

imagem de Susan

Re: Ouve-me

Lápis indescritivelmente doce , terno cheio de Amor de um jeito único que só você sabe fazer
Baixa o som… Ouve-me! Tenho andado a pensar se pensas no que te penso e me pensas assim também… Tens faces de menina, rosto de mulher felina a rugir modos de mãe. Quando me tocas sou uma cana trémula na brisa dos teus anseios…sinto-o. Respiração boca à boca, um “quero-te”, em voz rouca com vontades e receios. Tens nebulosas misteriosas, magias maravilhosas, um quê de sonho utópico… Até pareces cocaína que vicia a minha linha num delírio psico-trópico.
Perco até mesmo os adjetivos!
Imensamente Divino!
Beijos
Susan

imagem de Susan

Re: Ouve-me

Lápis indescritivelmente doce , terno cheio de Amor de um jeito único que só você sabe fazer
Baixa o som… Ouve-me! Tenho andado a pensar se pensas no que te penso e me pensas assim também… Tens faces de menina, rosto de mulher felina a rugir modos de mãe. Quando me tocas sou uma cana trémula na brisa dos teus anseios…sinto-o. Respiração boca à boca, um “quero-te”, em voz rouca com vontades e receios. Tens nebulosas misteriosas, magias maravilhosas, um quê de sonho utópico… Até pareces cocaína que vicia a minha linha num delírio psico-trópico.
Perco até mesmo os adjetivos!
Imensamente Divino!
Beijos
Susan

imagem de Librisscriptaest

Re: Ouve-me

"Contigo perco a expressão e corro dicionários no adjectivo que procuro.
Tens o cheiro das cartas de amor e canudos no cabelo que descansam nos teus ombros."
:)))))
Apaixonante este teu registo, quase me atrevo a dizer q o "nosso" Lapis é um romantico incuravel!
Beijinho grande em ti
Inês

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Lapis-Lazuli

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/ - 3517 1 1.935 03/13/2018 - 21:32 Português
Poesia/Aforismo In Vapore Sano 4 1.360 03/13/2018 - 21:32 inglês
Poesia/Aforismo Era só isto que eu queria dizer 1 1.081 02/27/2018 - 10:22 inglês
Poesia/Aforismo salgo :33 Isaías sonha que aos fala aos camones 0 1.028 06/20/2014 - 15:41 inglês
Poesia/Geral Boca Do Inferno 0 4.645 07/04/2013 - 22:44 Português
Poesia/Pensamentos veludo 3 1.721 05/15/2013 - 17:34 Português
Poesia/Aforismo Segundo Reza a Morte 0 1.208 10/04/2011 - 17:19 Português
Poesia/Meditação Fumo 0 1.456 09/23/2011 - 12:00 Português
Poesia/Aforismo De olhos fechados 3 1.872 09/20/2011 - 22:11 Português
Poesia/Aforismo Tundra 0 1.587 09/20/2011 - 16:36 Português
Poesia/Meditação Vazio 3 1.687 09/16/2011 - 11:00 Português
Poesia/Aforismo Intento 0 1.093 09/05/2011 - 16:52 Português
Poesia/Aforismo Palma Porque sim...Minha Senhora da Solidão 0 1.323 08/29/2011 - 11:13 Português
Poesia/Aforismo Editorial 0 1.429 08/29/2011 - 11:08 Português
Poesia/Pensamentos Ermo Corpo Desabitado 0 1.599 08/29/2011 - 11:04 Português
Poesia/Aforismo Dos passos que fazem eco 1 1.214 06/21/2011 - 22:06 Português
Poesia/Meditação Autoretrato sem dó menor 3 2.248 03/28/2011 - 23:34 Português
Poesia/Aforismo Todo o mundo que tenho 2 1.540 03/09/2011 - 08:23 Português
Fotos/ - 3516 0 2.692 11/24/2010 - 00:55 Português
Fotos/ - 3518 0 2.612 11/24/2010 - 00:55 Português
Fotos/ - 2672 0 3.765 11/24/2010 - 00:51 Português
Prosas/Outros A ultima vez no mundo 0 1.231 11/18/2010 - 23:56 Português
Prosas/Outros Os filhos de Emilia Batalha 0 1.549 11/18/2010 - 23:56 Português
Poesia/Desilusão Veredictos 0 1.201 11/18/2010 - 16:41 Português
Poesia/Intervenção Nada mais fácil que isto 0 1.633 11/18/2010 - 16:41 Português