CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Don Durito

Venho cá nesta fonte
Com as mãos formadas em conchas
Buscar um recheio de água
Que preencha de espuma
E de confiança que falta

Venho cá nesta fonte
sugar néctar que necessito
(Inspiração ou afeto)
engarrafar a ferida
alimentar a fornalha
Portinari imigrante e clandestino
agachado em meu leito, pede água

Venho cá nesta fonte...
Tão humilde quanto escravo
Descrevo os olhos que tenho
Escaravelhos são sábios

Venho cá nesta fonte
Co’ a alma arqueada em cunha
Arrancar com as unhas
ou garras
Molécula d’água agarrada
eletricamente ao átomo

Do jorro que sobra
Encho a jarra vazia
Dou de beber ao cachorro

Deixo que o vento me invada
Enxadas na propriedade privada
de vida...

Venho cá nesta fonte
para matar a sede
Dar de comer ao homem

E nada mais...

Submited by

quinta-feira, março 3, 2011 - 12:31

Poesia :

No votes yet

marcelocampello

imagem de marcelocampello
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 24 semanas
Membro desde: 03/02/2011
Conteúdos:
Pontos: 310

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of marcelocampello

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação A história da cabeça que fugiu dos pés! 4 479 06/10/2012 - 22:03 Português
Poesia/Meditação The story of a head that ran from its feet 0 917 06/10/2012 - 12:07 inglês
Poesia/Geral Dr. Jekyll: Pb > Au 0 663 12/12/2011 - 11:26 Português
Poesia/Geral Cavaleiro de Copas 0 570 12/09/2011 - 19:40 Português
Poesia/Intervenção BELO MONTE 0 647 12/09/2011 - 19:03 Português
Poesia/Geral Gilliat e Deruchete 1 1.007 12/01/2011 - 18:42 Português
Poesia/Geral Pessoas são como países (reeditado) 0 813 10/25/2011 - 14:47 Português
Poesia/Geral PESSOAS SAO COMO PAISES 0 682 10/25/2011 - 14:41 Português
Poesia/Geral ENTROPIA MONETÁRIA 0 927 10/07/2011 - 15:50 Português
Poesia/Geral MORO NESSA CASA VAZIA 0 975 10/07/2011 - 15:46 Português
Poesia/Fantasia Amores e Mamutes 4 879 04/30/2011 - 16:59 Português
Poesia/Amizade Jocasta, Amelie Poulain e Lili Carabina 2 1.227 04/28/2011 - 20:40 Português
Poesia/Geral A MENINA NA CAVERNA 0 1.066 04/27/2011 - 15:16 Português
Poesia/Geral O Eco, a Sombra e as Estrelas 1 1.240 04/27/2011 - 03:48 Português
Poesia/Geral FANTASIA MIGRANTE 3 953 04/19/2011 - 19:00 Português
Poesia/Geral Canção em Espiral 1 755 04/16/2011 - 04:08 Português
Poesia/Geral Tropa serena 0 1.210 04/16/2011 - 01:52 Português
Poesia/Geral Desculpai-me insetos! 2 1.361 04/13/2011 - 22:52 Português
Poesia/Geral Algum abandono previsível! 3 1.034 04/12/2011 - 14:02 Português
Poesia/Geral Mom made a doll 0 924 04/09/2011 - 23:18 inglês
Poesia/Geral Jocasta, Amelie Poulain e Lili Carabina 0 1.018 04/09/2011 - 16:18 inglês
Poesia/Geral The poem's not love 0 970 04/09/2011 - 16:17 inglês
Poesia/Geral Adrift 0 1.212 04/09/2011 - 16:16 inglês
Poesia/Geral Encerrai a cavalgada! 2 870 04/09/2011 - 11:51 Português
Poesia/Geral Passou o tempo querida! 6 1.007 04/05/2011 - 12:33 Português