CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

E, como amamos?

E, como Amamos?

Hoje eu sou Pai, e como o meu pai sei que não vou poder dar horas extra em todo o lado. Mas às vezes penso que o meu pai venceu a matemática, tive amor e educação e muito pouca coisa com que me preocupar.

“Eu quero ser uma das Cidras do Amor, sei bem que eram três, Pai, as Cidras da tua história . As Cidras da minha história também e são tuas, tens ao teu dispor, sao infinitas e o amor foi todo aquele que plantaste e regaste com a tua vida. Eu bem sei qual é o teu projecto, estou agora a desehar o meu. Sorte a minha que pude ver os teus erros, sei bem que eu próprio vou tropeçar em alguns.”

Nunca me julguei juíz, sou mediador de seguros e não tenho um que possa propor para uma viagem como a vida onde os riscos são imprevisiveis. Nao estou a ver alguém assumir o risco se a vida se escreve com tinta permanente.
Mas sei de algo que pode ajudar durante a viagem da vida, que aprendi do Pai e da Mãe, do Mano e da Mana também, algo que às vezes cobrimos com palvras mal ditas, atitudes mal pensadas, orgulho e ira,
algo que temos com tanta abundância que às vezes não conseguimos controlar e usar.

Novamente, cobrimos com palavras mal ditas, atitudes mal pensadas, orgulho e ira.

O Amor.

Que se tivesse contra-indicações como os remédios, com certeza alertava o seguinte:

“em algumas ocasiões pode causar alteração de humor, ciúmes, medo, raiva, confusão, falta de confiança entre tantas outras coisas mais. Se quem o ama apresentar algum destes sintomas, deve imediatamente dar-lhe mais doses de amor, deve verificar nos segundos imediatamente a seguir que os sintomas passam.
É preciso conservar em cabeça fria."

Pode alguém dizer quem és, ou quem sou?
Somos todos tanto humildes como arrogantes.
Pode alguém sequer achar que é alguma coisa, ou defenir-se pelo bem ou pelo mal quando somos todos tanto de tudo e procuramos todos a mesma coisa?

Felicidade!

Eu defino-me a mim e ao outros como esponjas que são o que absorvem.
Imagino que no final do caminho espremendo as pessoas para perceber qual o sumo mais doce, saberíamos todos basicamente ao mesmo.
Por isso tambem eu atiro pedras e quem não atirar pedras, que atire a primeira pedra.
Admiro o perdão, a humildade,o altruísmo, são, para mim, como o açúcar natural das pessoas, que poucos possuem.
Falhar faz parte de todas as aprendizagens.
Mesmo que seja mais do que uma vez.
Aprender requer humildade para reconhecer as falhas.
Não se pede o perdão sem passar pela apredizagem,
muito menos se perdoa.

Submited by

quarta-feira, fevereiro 28, 2018 - 23:08

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

paullopex

imagem de paullopex
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 32 semanas 5 dias
Membro desde: 04/05/2010
Conteúdos:
Pontos: 148

Comentários

imagem de Joel

Admito o perdão, a humildade,o altruísmo e os erros dos outros

, tou agora a desenhar o meu horóscopo, Sorte minha, que pude ver os teu erros, sei que eu próprio vou tropeçando em alguns dos meus.”

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of paullopex

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção I CAN'T BREATH 0 263 05/31/2020 - 00:18 Português
Poesia/Amor Desencontros 7 549 05/29/2020 - 23:42 Português
Poesia/Geral está bem assim? 1 480 03/08/2018 - 17:42 Português
Poesia/Amor Porto de Abrigo 4 563 03/06/2018 - 15:22 Português
Poesia/Meditação E, como amamos? 1 492 03/05/2018 - 21:19 Português
Poesia/Meditação Quanto mede o infinito? 1 588 03/01/2018 - 17:06 Português
Poesia/Amor A dança 1 329 06/05/2014 - 04:40 Português
Poesia/Amor Noites de Inverno 1 701 01/14/2014 - 12:45 Português
Poesia/Alegria Primavera 0 428 08/18/2013 - 00:56 Português
Poesia/Amor Aventura 0 640 08/19/2011 - 14:21 Português
Poesia/Amor Desconhecida 0 539 07/06/2011 - 02:28 Português
Poesia/Meditação A regra 4 741 04/17/2011 - 12:16 Português
Poesia/Intervenção Que se CALEM, que se GRITE!!!! 2 483 03/14/2011 - 23:45 Português
Poesia/Geral Cidade ao entardecer (antigo) 2 611 03/12/2011 - 01:14 Português
Poesia/Amor Tu és... 0 451 03/05/2011 - 23:50 Português
Poesia/Desilusão Decadência 0 998 03/05/2011 - 23:46 Português
Poesia/Desilusão Múmia Sadia 2 470 03/05/2011 - 23:34 Português
Poesia/Desilusão Não!!! 0 512 03/05/2011 - 23:30 Português
Poesia/Meditação A estrada 4 598 03/05/2011 - 22:44 Português
Poesia/Pensamentos Podia-mos dar um passeio. 0 530 03/05/2011 - 01:49 Português
Poesia/Paixão E de repente... 0 585 03/05/2011 - 01:47 Português
Poesia/Meditação Actor 0 569 03/05/2011 - 01:43 Português
Poesia/Aforismo Noturno(pelas normas) 0 593 03/05/2011 - 01:41 Português
Poesia/Desilusão Saudade, sempre demais. 0 609 03/05/2011 - 01:38 Português
Poesia/Meditação Eterium 0 809 03/05/2011 - 01:37 Português