CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Quanto mede o infinito?

Entre 0 centímetros(cm) e 1 cm , existem infinitas medidas 0,1----0,2----0,001, infinitos outros. No entanto é certo que de 0cm a 2 cm existem ainda mais distâncias, será isto assim? O infinito não se desafia, não se prova, por ser incansável, mas não me posso render a esta mistura de poesia e matemática, não faz simplesmente sentido. A distância de 0 a 1 centímetros é fácil percorrer, mas o infinito cabe dentro dela. Não! Isto é fantástico, lindo e bombardeia-me os sentidos. Percebo que o som que escuto, a luz que vejo, as coisas que toco e as que consigo cheirar são todas medidas em algum tipo de intensidade , e desde o inicio do ruído ao profundo silêncio a onda sonora passa por infinitas intensidades e da mesma forma se comportam as intensidades dos outros sentidos. Se num simples toque o meu cérebro recebe um impulso e numa breve, quase instantânea fracção de tempo esse impulso é reproduzido , e uma vez que também o tempo pode ser medido então até no quase cabe o infinito.
Existem infinitos maiores que outros, embora nenhum deles tenha um fim. Eu percorro o infinito a cada passo que dou.
Se os meus sentidos possuem tantos estes infinitos eu não posso ter fim, o ruído do meu simples respirar vai percorrer o mundo para toda a eternidade. Tudo é eterno, a morte não existe, não faz sentido existir. Um grito meu, embora se deixe de ouvir, não pode ter fim... porque dentro das suas intensidades mais baixas existe sempre uma mais baixa por vir e é impossível que o meu grito dure mais do que eu. A morte só não te deixa criar mais infinitos. Não sei se me fiz entender.

Submited by

sexta-feira, outubro 10, 2014 - 14:20

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

paullopex

imagem de paullopex
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 horas 15 minutos
Membro desde: 04/05/2010
Conteúdos:
Pontos: 141

Comentários

imagem de Joel

é possível que o grito dure mais do que eu

Não sei se me fiz entender.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of paullopex

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Desencontros 3 162 05/23/2020 - 03:26 Português
Poesia/Geral está bem assim? 1 395 03/08/2018 - 18:42 Português
Poesia/Amor Porto de Abrigo 4 474 03/06/2018 - 16:22 Português
Poesia/Meditação E, como amamos? 1 314 03/05/2018 - 22:19 Português
Poesia/Meditação Quanto mede o infinito? 1 469 03/01/2018 - 18:06 Português
Poesia/Amor A dança 1 197 06/05/2014 - 05:40 Português
Poesia/Amor Noites de Inverno 1 534 01/14/2014 - 13:45 Português
Poesia/Alegria Primavera 0 299 08/18/2013 - 01:56 Português
Poesia/Amor Aventura 0 437 08/19/2011 - 15:21 Português
Poesia/Amor Desconhecida 0 437 07/06/2011 - 03:28 Português
Poesia/Meditação A regra 4 605 04/17/2011 - 13:16 Português
Poesia/Intervenção Que se CALEM, que se GRITE!!!! 2 395 03/15/2011 - 00:45 Português
Poesia/Geral Cidade ao entardecer (antigo) 2 447 03/12/2011 - 02:14 Português
Poesia/Amor Tu és... 0 357 03/06/2011 - 00:50 Português
Poesia/Desilusão Decadência 0 842 03/06/2011 - 00:46 Português
Poesia/Desilusão Múmia Sadia 2 388 03/06/2011 - 00:34 Português
Poesia/Desilusão Não!!! 0 371 03/06/2011 - 00:30 Português
Poesia/Meditação A estrada 4 490 03/05/2011 - 23:44 Português
Poesia/Pensamentos Podia-,os dar um passeio. 0 440 03/05/2011 - 02:49 Português
Poesia/Paixão E de repente... 0 484 03/05/2011 - 02:47 Português
Poesia/Meditação Actor 0 399 03/05/2011 - 02:43 Português
Poesia/Aforismo Noturno(pelas normas) 0 503 03/05/2011 - 02:41 Português
Poesia/Desilusão Saudade, sempre demais. 0 506 03/05/2011 - 02:38 Português
Poesia/Meditação Eterium 0 658 03/05/2011 - 02:37 Português
Poesia/Intervenção Revolução 0 397 03/05/2011 - 02:34 Português