CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Hoje, espero mais um pouco

 

 

Sou um esboço daquilo que planeei ser
Um projecto adiado, a espera, uma folha amarrotada
Largada no chão.

Hoje, espero mais um pouco

Sem forma concreta, vou deformando os dias
Saltando metas, esperando, adiando prazos definidos
Na esperança de um dia me definir

E espero mais um pouco, só mais um pouco
Por esse dia que ainda há-de vir.
Hoje, a espera.

 

 

Nuno Marques

Submited by

quinta-feira, outubro 13, 2011 - 01:06

Poesia :

Your rating: None (5 votes)

nunomarques

imagem de nunomarques
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 46 semanas
Membro desde: 02/09/2010
Conteúdos:
Pontos: 1390

Comentários

imagem de SuzeteBrainer

Olá Nuno, Entendo. O olhar, o

Olá Nuno,

Entendo. O olhar, o sentir, sem interferir e a vida defini o mais importante...

A tua poesia é tão bela e profunda, que definiu o espaço já existente dela...

assim, tu entendes, o quanto é maravilhoso ler-te!!!

Bjsmiley   

imagem de MariaButterfly

Só mais um pouco, enquanto

Só mais um pouco, enquanto tomo a coragem
Enquanto,aguardo que o tempo se lembro de mim.

E no tempo que passou vejo a sombra que me tornei
Porque na espera sempre de algo...
Esperei...

Gosto mesmo muito das tuas poesias,
Pena não postares mais.

Beijo 
 

imagem de Clarisse

Hoje, espero mais um pouco

Olá Nuno,

Um pequeno grande poema. É uma “Apatia” que nos prende a ficar espectadores da vida, e olhando para o passado, parece que sempre foi assim. Assim será sempre?! Não, basta querermos para sermos protagonistas dela.

Gostei muito.

Beijo,
Clarisse

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of nunomarques

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Temporal 1 470 02/27/2018 - 11:17 Português
Poesia/Geral A coisa mais estúpida do mundo 1 796 02/27/2018 - 11:16 Português
Poesia/Geral Justificação racional 0 499 01/30/2015 - 12:36 Português
Poesia/Geral Perspectiva 0 630 01/29/2015 - 11:20 Português
Poesia/Geral Esclarecimento 0 456 09/09/2014 - 12:23 Português
Poesia/Geral Poema e chuva 1 625 05/25/2014 - 04:17 Português
Poesia/Geral Debruçado sobre a janela 0 650 03/17/2014 - 10:47 Português
Poesia/Geral Strange 0 642 03/17/2014 - 10:44 Português
Poesia/Geral Viver é sair para a rua de manhã, aprender a amar e à noite voltar para casa. 0 716 01/30/2014 - 20:37 Português
Poesia/Geral Interior 0 570 09/15/2013 - 11:00 Português
Poesia/Geral Ilusório 0 628 09/13/2013 - 17:26 Português
Poesia/Geral O fim é uma despedida sem adeus 0 1.390 09/09/2013 - 20:13 Português
Poesia/Geral Momento 0 589 05/21/2013 - 16:38 Português
Poesia/Geral “La folie” 0 458 05/08/2013 - 14:44 Português
Poesia/Geral Á luz de uma lua de Saturno 0 492 04/16/2013 - 09:10 Português
Poesia/Geral Insónia 0 367 04/15/2013 - 11:25 Português
Poesia/Geral Caravelas azuis céu adentro por dois mil anos 4 905 05/23/2012 - 23:28 Português
Poesia/Geral Concordata - O desejo 2 916 05/14/2012 - 16:38 Português
Poesia/Tristeza Qualquer coisa sem propósito 3 815 04/20/2012 - 15:24 Português
Poesia/Geral Concordata - A cena 1 805 03/07/2012 - 09:47 Português
Poesia/Geral Concordata - A máscara 2 747 03/07/2012 - 09:43 Português
Poesia/Geral Os meus braços são estradas 3 719 02/25/2012 - 16:59 Português
Poesia/Geral Dança bailarina até ao fim da noite 5 792 02/19/2012 - 23:45 Português
Poesia/Geral A fria realidade dos poemas sem calor 0 779 12/19/2011 - 21:29 Português
Poesia/Geral Há fantasmas por todo o lado 1 1.015 12/04/2011 - 22:36 Português