CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vidas de vidro num sutil beijo sem lábios

Vidas de vidro num sutil beijo sem lábios
de um Astro andarilho
 

Quando todos fugiram das noites de frio
Eu estive perambulando pelo pó dos passeios
A passar por todas as constelações
À procura de uma estrela solitária.

Conheci as vidas de vidro,
Frágeis e delicadas
Pendidas por pobres palavras
No pedestal do medo

Despeito seria uma palavra com breve passagem do exato,
Já que,
Escalei com unhas e dedos penhascos rochosos
Na terra descoberta de abdômen teu.

Com a ponta dos lábios encontrei teu céu,
Ali, fiz-me gemido.
Quando naveguei tua respiração
Construí teus beiços mordiscados
Naquela cintura de faceta de meu anônimo corpo.

Mas a noite sempre fora ligeira demais
E quase nunca nos revelava o que outrora era,
Quase ainda
Ainda quase...

A noite faleceu com minha língua em teu umbigo de margarida.
Foste o meu jardim naquela esquecida fazenda do vale encantado,
Foste o maior de todos os imensos beijos
A dar o que me faz pular em parques da infância.
Foi na tristeza da felicidade que debrucei no parapeito da varanda
Movendo-se caindo foi-se lá de cima,
Com asas desconhecidas de penas a pensar,
Quão calma capa de alma era tua alma
No repente assolado insétil
Em seios macios de perfume
A valer todos os preços de todos os tempos.

Suei e sangrei nos olhos
E não desisti.
Dentre todas,
Uma
Dentre as mais belas de todas,
Uma
A única
A mais linda estrela de todo universo.
Pulei cosmos
Dormi e tu passaste por mim,
Dormiste e passei por ti,
Mas havia um canto
E um sonho
Que voavam plenos ao nosso lado.

Calculo o teu amor
Calculo o teu ciúme
De vez em quando puro, deveras impróprio.

Submited by

sexta-feira, julho 20, 2012 - 20:35

Poesia :

No votes yet

Alcantra

imagem de Alcantra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 41 semanas
Membro desde: 04/14/2009
Conteúdos:
Pontos: 1563

Comentários

imagem de KeilaPatricia

Adorei ... bjs na alma...

Adorei ...

bjs na alma...

imagem de KeilaPatricia

Adorei ... bjs na alma...

Adorei ...

bjs na alma...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Alcantra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Soma de poemas 5 877 02/27/2018 - 12:09 Português
Poesia/Geral Abismo em seu libré 0 1.085 12/04/2012 - 00:35 Português
Poesia/Geral Condado vermelho 0 1.444 11/30/2012 - 22:57 Português
Poesia/Geral Ois nos beijos 1 1.004 11/23/2012 - 11:08 Português
Poesia/Geral Dores ao relento 0 1.282 11/13/2012 - 21:05 Português
Poesia/Geral Memórias do norte 1 641 11/10/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral De vez tez cromo que espeta 0 1.260 11/05/2012 - 15:01 Português
Poesia/Geral Cacos de teus átomos 0 905 10/29/2012 - 10:47 Português
Poesia/Geral Corcovas nas ruas 0 1.383 10/22/2012 - 11:58 Português
Poesia/Geral Mademouselle 0 763 10/08/2012 - 15:56 Português
Poesia/Geral Semblantes do ontem 0 850 10/04/2012 - 02:29 Português
Poesia/Geral Extravio de si 0 919 09/25/2012 - 16:10 Português
Poesia/Geral Soprosos Mitos 0 1.485 09/17/2012 - 22:54 Português
Poesia/Geral La boheme 0 1.180 09/10/2012 - 15:51 Português
Poesia/Geral Mar da virgindade 2 749 08/27/2012 - 16:26 Português
Poesia/Geral Gatos-de-algália 0 1.508 07/30/2012 - 16:16 Português
Poesia/Geral Vidas de vidro num sutil beijo sem lábios 2 930 07/23/2012 - 01:48 Português
Poesia/Geral Vales do céu 0 787 07/10/2012 - 11:48 Português
Poesia/Geral Ana acorda 1 1.117 06/28/2012 - 17:05 Português
Poesia/Geral Prato das tardes de Bordô 0 806 06/19/2012 - 17:00 Português
Poesia/Geral Um sonho que se despe pela noite 0 889 06/11/2012 - 14:11 Português
Poesia/Geral Ave César! 0 1.780 05/29/2012 - 18:54 Português
Poesia/Geral Rodapés de Basiléia 1 939 05/24/2012 - 03:29 Português
Poesia/Geral As luzes falsas da noite 0 1.642 05/14/2012 - 02:08 Português
Poesia/Geral Noites com Caína 0 1.016 04/24/2012 - 16:19 Português