Eu erro o ar que meto…

Eu erro o ar que meto plo osso do nariz,
O mero deitar-me com o que fiz
E levantar-me com o “se nada
Fosse”, como se tivesse eu perdido

Todos os fios das madrugadas, o frio ar
Que não respiro nem lembro se,
E começo de resto zero outra vez,
Sou feliz pouco por isso, não lembro

O que perco e porque morro da fala
Todos os dias um pouco, fosse
Por medo de errar o que da sorte
Se diz e o esquecimento que me

Cobrirá, do que a terra molde
Em acerto e normalidade
Eu erraria o ar que respiro menos, forço
O fazer falsa parte daqueles

Que vêm simples, os símbolos de ver
Dos olhos cansados da Terra
E o que nela ocupam na largura,
Do peito ao dorso, esse não tão oco

Como meu, que o ouço não respirar,
Eu erro o ar que meto plo osso do nariz,
No meio da boca torta,(um pouco)..

Jorge Santos (01/2017)
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

Friday, February 23, 2018 - 17:01

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

Joel's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 9 hours 30 min ago
Joined: 12/20/2009
Posts:
Points: 37191

Comments

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

E o que nele ocupo na largura, do peito ao poço

E o que nele ocupo na largura, do peito ao poço

Add comment

Login to post comments

other contents of Joel

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Ministério da Poesia/Aphorism chuvas 10 1.127 11/28/2018 - 17:01 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism mira 10 1.099 11/28/2018 - 16:49 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism alucinado 10 951 11/28/2018 - 16:47 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism os anjos 10 1.501 11/28/2018 - 16:46 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism Dolce Panda 10 1.296 11/28/2018 - 16:44 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism AGUAS FURTADAS 10 1.465 11/28/2018 - 16:43 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism os anjos 10 1.338 11/28/2018 - 16:36 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism Chic 10 2.126 11/28/2018 - 16:34 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism Lápis 11 1.166 11/28/2018 - 16:33 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism Erva 10 1.429 11/28/2018 - 16:32 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism gripe 10 1.017 11/28/2018 - 16:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicated phyllis 10 937 11/28/2018 - 16:29 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism candeias as avessas 10 1.224 11/28/2018 - 16:27 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism veneno 10 1.292 11/28/2018 - 16:26 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicated Iris 10 1.071 11/28/2018 - 16:24 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism espelho meu 10 1.669 11/28/2018 - 16:22 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism seda 10 2.287 11/28/2018 - 16:21 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism Dedragão 10 1.379 11/28/2018 - 16:19 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism Mal feito eu 10 565 11/28/2018 - 16:17 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism larva ou crisálida 10 798 11/28/2018 - 16:16 Portuguese
Poesia/General De mim não falo mais 10 676 11/18/2018 - 17:04 Portuguese
Poesia/General Não ha paisagem que ame mais 10 917 11/15/2018 - 21:32 Portuguese
Prosas/Others Requiem for a dream 10 1.358 11/15/2018 - 21:32 Portuguese
Poesia/General O rio só precisa desejar a foz 10 766 11/13/2018 - 13:43 Portuguese
Poesia/General Se pudesse pegava em mim e seria outra coisa qualquer 11 786 11/13/2018 - 13:41 Portuguese