CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Nu

Aproximam-se mundos...
Separados
Diferenciados

Rasga com força fúria
As vestes do corpo
Presas no concreto da Terra

Já vou indo, disse!
Atirando-se em palavras espiraladas
Escancaradas Combatentes
Armadas Equipadas com vozes furiosas.

Originastes em minhas ideias
Agora, inrompe-se contra-ataque
Arrebenta-me
Jaz-me

É justamente o que quero,
Quero o não somente querer meu
Assim!
Rosne e devore minha carniça
De sons levantados.
Criei-te em voz grave
Em letras escritas
Em ares embaralhados.
Sim!
Derrote-me, já que és o que tem de ser...
Ser do ser
Você de você
Inteligência de sua inteligência
Feminina alma
Em meio a tudo
Num reagir língua
E textos falados
Escrito por neurônios rápidos
Batizados num neologismo dado à cisma.

Olhos diminutos profundos
E cada vez mais impiedosos
É o que dizem.

Submited by

terça-feira, dezembro 15, 2009 - 19:52

Ministério da Poesia :

No votes yet

Alcantra

imagem de Alcantra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 20 semanas
Membro desde: 04/14/2009
Conteúdos:
Pontos: 1563

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Alcantra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Soma de poemas 5 749 02/27/2018 - 12:09 Português
Poesia/Geral Abismo em seu libré 0 943 12/04/2012 - 00:35 Português
Poesia/Geral Condado vermelho 0 1.224 11/30/2012 - 22:57 Português
Poesia/Geral Ois nos beijos 1 923 11/23/2012 - 11:08 Português
Poesia/Geral Dores ao relento 0 1.182 11/13/2012 - 21:05 Português
Poesia/Geral Memórias do norte 1 564 11/10/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral De vez tez cromo que espeta 0 1.139 11/05/2012 - 15:01 Português
Poesia/Geral Cacos de teus átomos 0 807 10/29/2012 - 10:47 Português
Poesia/Geral Corcovas nas ruas 0 1.288 10/22/2012 - 11:58 Português
Poesia/Geral Mademouselle 0 694 10/08/2012 - 15:56 Português
Poesia/Geral Semblantes do ontem 0 745 10/04/2012 - 02:29 Português
Poesia/Geral Extravio de si 0 823 09/25/2012 - 16:10 Português
Poesia/Geral Soprosos Mitos 0 1.379 09/17/2012 - 22:54 Português
Poesia/Geral La boheme 0 1.013 09/10/2012 - 15:51 Português
Poesia/Geral Mar da virgindade 2 656 08/27/2012 - 16:26 Português
Poesia/Geral Gatos-de-algália 0 1.347 07/30/2012 - 16:16 Português
Poesia/Geral Vidas de vidro num sutil beijo sem lábios 2 861 07/23/2012 - 01:48 Português
Poesia/Geral Vales do céu 0 712 07/10/2012 - 11:48 Português
Poesia/Geral Ana acorda 1 1.009 06/28/2012 - 17:05 Português
Poesia/Geral Prato das tardes de Bordô 0 689 06/19/2012 - 17:00 Português
Poesia/Geral Um sonho que se despe pela noite 0 794 06/11/2012 - 14:11 Português
Poesia/Geral Ave César! 0 1.683 05/29/2012 - 18:54 Português
Poesia/Geral Rodapés de Basiléia 1 858 05/24/2012 - 03:29 Português
Poesia/Geral As luzes falsas da noite 0 1.524 05/14/2012 - 02:08 Português
Poesia/Geral Noites com Caína 0 949 04/24/2012 - 16:19 Português