O triunfo dos relógios ...

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela, em mim a mesma e igual sombra,
Um mesmo coração cheio de vidros

E dor, o triunfo dos relógios, das
Sensações sem precisão demais...
O despontar de ridículos remorsos,
Um prazer intimo de sermos quem
Não somos tal como é a obediência

A estranhos que passam por nós fazendo
A respiração pela boca, sempre
Melhor quem passou que quem fica
Como que se apaga o que sou sem ser,
Tão vago, magra visão ou modo de olhar

O tempo.

Joel Matos (04/2018)
http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

Wednesday, April 18, 2018 - 16:24

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

Joel's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 2 days 19 hours ago
Joined: 12/20/2009
Posts:
Points: 40546

Comments

Joel's picture

.

.

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Joel's picture

O tempo, Sempre melhor o que

O tempo,

Sempre melhor o que passou
Por mim, todos os sonhos, habituais
Profissões e talentos, familiares
Que nunca vi, pensar que vivi
É realmente um mistério e o tempo,

Sempre melhor o que passou,
Assim como a impressão de claustro
Que sempre existe no fim de cada
Cela,

Add comment

Login to post comments

other contents of Joel

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Ministério da Poesia/General As estrelas, os Estrôncios e os Sonhos. 39 678 11/28/2019 - 11:37 Portuguese
Ministério da Poesia/General Dreaming Of A Better World 122 199 11/10/2019 - 18:37 Portuguese
Poesia/General Escrevo o que ninguém escuta ... 108 330 10/22/2019 - 14:40 Portuguese
Poesia/General Supondo-me desperto 85 981 10/22/2019 - 14:39 Portuguese
Ministério da Poesia/General Venho de uma pequena ciência, 148 287 10/22/2019 - 14:38 Portuguese
Ministério da Poesia/General Indigno eu, 92 209 10/22/2019 - 14:37 Portuguese
Ministério da Poesia/General Aconteço "por-acontecer" 87 204 10/22/2019 - 14:35 Portuguese
Ministério da Poesia/General Hino ao amanhã 99 252 10/22/2019 - 14:34 Portuguese
Ministério da Poesia/General Ânsias ...lais de guia... 92 220 10/22/2019 - 14:33 Portuguese
Ministério da Poesia/General Doce manifesto da vida 50 138 10/22/2019 - 14:32 Portuguese
Ministério da Poesia/General Pra'lém do sonhar comum ... 80 218 10/22/2019 - 14:03 Portuguese
Poesia/General Ranho e linho... 79 358 10/22/2019 - 14:01 Portuguese
Ministério da Poesia/General Sonhar é cabelo, 58 153 10/22/2019 - 14:00 Portuguese
Ministério da Poesia/General Tudo em mim 40 125 10/18/2019 - 23:52 Portuguese
Ministério da Poesia/General É hoje o dia… 301 577 07/12/2019 - 11:47 Portuguese
Ministério da Poesia/General Sendo eu outro 77 743 06/10/2019 - 17:56 Portuguese
Ministério da Poesia/General Meu cabelo é água e pêlo, sonho é sentir vê-lo… 37 551 06/10/2019 - 17:03 Portuguese
Ministério da Poesia/General Sou feliz porque não escrevo… 49 586 06/10/2019 - 14:28 Portuguese
Poesia/General O triunfo dos relógios ... 167 24.299 06/07/2019 - 19:02 Portuguese
Ministério da Poesia/General O meu préstimo… 250 563 06/07/2019 - 18:59 Portuguese
Ministério da Poesia/General (Busco a eternidade-num-saco-vazio) 265 591 06/07/2019 - 18:55 Portuguese
Ministério da Poesia/General Pois tudo o que se move é sagrado. 368 1.125 05/23/2019 - 19:40 Portuguese
Ministério da Poesia/General Minha voz não vê … 232 1.206 05/22/2019 - 18:48 Portuguese
Ministério da Poesia/General (Ouçam-me, pra que eu possa…) 123 629 05/22/2019 - 14:34 Portuguese
Ministério da Poesia/General Sou um homem complicado… 156 552 05/22/2019 - 08:22 Portuguese