O legado de um filósofo

Escolhi experimentar,
escolhi conhecer;
escolhi contemplar,
escolhi olhar e ver.

Não deixei a criança em mim morrer,
não permiti-me parar de refletir.
Não deixei de me desenvolver,
nem deixei de amar e sorrir.

Aproveito as chances de aprender,
desfruto das horas para descansar.
Aproveito os bens que a vida prover,
desfruto das riquezas que pude juntar.

Gasto o tempo a experienciar,
passo os dias a me entorpecer.
Gasto o dinheiro que pude ganhar,
passo adiante a chance de perder.

Usufruo com parcimônia dos prazeres dos sentidos,
usufruo com equilíbrio dos prazeres do intelecto.
Lanço-me no abismo, na escuridão do desconhecido,
alcanço, sobrevoando, as esferas densas dos afetos.

Nada terei que me possam roubar.
Nada terei que eu possa perder.
Nada terei que possam macular.
Nada terei que possam trocar ou vender.

Eu, que decidi me dedicar
à divina arte de filosofar;
eu, que escolhi conhecer,
quando, enfim, eu morrer,
nada terei, então, a deixar,
porque aprendi a usufruir, a viver.

Submited by

Monday, September 17, 2018 - 20:43

Poesia :

Your rating: None (6 votes)

MaynardoAlves

MaynardoAlves's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 2 weeks 6 days ago
Joined: 05/02/2010
Posts:
Points: 597

Comments

MaynardoAlves's picture

O legado de um filósofo

Trata-se de reflexão sobre aquele sentimento que assola todos aqueles que fazem do pensamento, do conhecimento e da busca pela melhor forma de viver a vida e ver o mundo, uma paixão: pensamos tanto, refletimos tanto sobre tantas coisas, observamos o mundo, nos distanciando dele, para melhor enxergarmos e, no fim, chegamos à conclusão que o melhor mesmo é apenas viver a vida, aproveitar o momento, viver a vida de um jeito simples, sem pensar muito, de um jeito leve e com humildade, sem tentar fazer desse mundo e dessa vida o que queremos que eles sejam, ir com a maré, mas nadar um pouco contra, para exercitar... ou seja, a melhor forma de viver a vida é aquela da qual vivem aqueles que menos pensam nela...

Add comment

Login to post comments

other contents of MaynardoAlves

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Aphorism O vinhedo universal 1 1.087 02/06/2020 - 14:39 Portuguese
Poesia/Meditation Metamorfose filosófica: bênção ou maldição? 1 1.159 12/03/2018 - 16:23 Portuguese
Poesia/Intervention Aos vivos que ficam ou Epitáfio II 1 1.097 10/09/2018 - 13:41 Portuguese
Poesia/General Meu pequeno depoimento em prol do ateísmo 0 864 09/26/2018 - 01:17 Portuguese
Poesia/General Revolucionário... revolucionário!? 1 933 09/25/2018 - 18:12 Portuguese
Prosas/Others Meu pequeno depoimento em prol do ateísmo 0 1.114 09/19/2018 - 20:13 Portuguese
Poesia/Meditation O legado de um filósofo 1 935 09/17/2018 - 20:45 Portuguese
Poesia/Intervention Os novos mandamentos (ou melhor, conselhos) 1 1.253 08/29/2018 - 00:53 Portuguese
Poesia/Fantasy O jardim de Epicuro 1 1.189 08/22/2018 - 17:14 Portuguese
Poesia/Sadness Em (des)construção 1 1.095 08/10/2018 - 15:46 Portuguese
Poesia/Sadness Máquina do tempo 1 1.225 08/08/2018 - 17:28 Portuguese
Poesia/Sadness Valores familiares 1 1.236 08/08/2018 - 17:21 Portuguese
Poesia/Thoughts Um lugar para chamar de seu 1 1.176 08/08/2018 - 17:14 Portuguese
Poesia/Meditation Humilde-se! 1 1.153 05/21/2018 - 12:41 Portuguese
Poesia/Sadness Um inferno (para um poeta) 1 1.330 05/21/2018 - 12:34 Portuguese
Prosas/Others Onde? 2 1.105 03/08/2018 - 18:41 Portuguese
Poesia/Comedy Meu amigo ócio 4 1.190 03/06/2018 - 16:20 Portuguese
Poesia/General Promessas para uma vida nova 2 1.364 03/05/2018 - 21:09 Portuguese
Poesia/Meditation Se Deus existisse... 4 1.210 03/05/2018 - 20:56 Portuguese
Poesia/Intervention Onde? 18 1.583 01/03/2018 - 19:28 Portuguese
Poesia/Meditation Um instante infinito 1 1.220 11/17/2017 - 15:00 Portuguese
Poesia/Disillusion Ainda no exílio (desde os dias de Gonçalves Dias) 1 1.346 11/08/2017 - 12:38 Portuguese
Poesia/Song Sem título (por luto) 1 1.235 10/27/2017 - 15:34 Portuguese
Poesia/General Mensagem 1 1.281 03/27/2017 - 14:50 Portuguese
Poesia/Aphorism O exagero de Sócrates 0 1.043 10/14/2016 - 20:50 Portuguese